Surf

12-08-2016 12:54

Portugal entre os líderes dos Mundiais na Costa Rica

Portugal e Costa Rica são as únicas seleções em prova que mantêm cinco atletas (três masculinos e dois femininos) ainda em competição.
Teresa Bonvalot
Foto: Lusa

Teresa Bonvalot, surfista portuguesa

Por SAPO Desporto c/ Lusa sapodesporto@sapo.pt

A seleção portuguesa de surf subiu, ao quinto dia, a liderança nos Mundiais de surf, que decorrem em Jacó, Costa Rica, até domingo, dividindo o primeiro lugar com o país anfitrião, Peru, França e Japão.

Portugal e Costa Rica são as únicas seleções em prova que mantêm cinco atletas (três masculinos e dois femininos) ainda em competição.

Neste momento, encontram-se 15 seleções na luta pelas medalhas na praia de Jacó, após a eliminação de 11 equipas.

As grandes favoritas, como os Estados Unidos, a Austrália e a Nicarágua, encontram-se muito abaixo da tabela, em nono, décimo e décimo sexto lugar, respetivamente.

Carol Henrique e Teresa Bonvalot passaram às meias-finais na quinta-feira e o dia ficou marcado pelas boas prestações femininas. Carol Henrique vai ser a primeira a competir nas meias-finais do quadro principal, a francesa Justine Dupont, que esteve quinta-feira em grande destaque, com a maior pontuação feminina (15.97 pontos), e a norte-americana Tia Blanco.

Teresa Bonvalot defronta a equatoriana Dominic Barona e a neozelandesa Ella Williams na segunda meia-final.

"O nível de surf de todos os atletas está altíssimo. Estou muito satisfeito com a qualidade de surf que todos realizaram até agora. Representar Portugal numa competição internacional e com esta prestação é, sem dúvida, um motivo de grande orgulho", disse o selecionador nacional, David Raimundo, citado pela assessoria de imprensa da federação.

Com estas prestações, David Raimundo acredita ser possível o triunfo final: "nós vamos continuar a lutar e a acreditar que é possível vencer! Por nós e por todos os portugueses, rumo à vitória!”.

Para João Aranha, presidente da Federação Portuguesa de Surf, que se encontra a acompanhar a seleção das ‘quinas’ na Costa Rica, “os resultados vêm comprovar que o surf é uma das modalidades em crescimento e posicionamento de qualidade em Portugal”.

“Estamos a bater-nos lado a lado com os melhores e os nossos atletas mostram um elevado nível de qualidade. Prevejo um Campeonato do Mundo, nos Açores, extremamente competitivo e com probabilidades dos nossos surfistas alcançarem o pódio”, rematou o presidente da federação.

O setor masculino ‘folgou’ na jornada de quinta-feira. Guilherme Fonseca e Pedro Henrique estão na quarta eliminatória, enquanto Eduardo Fernandes na repescagem.

Conteúdo publicado por Sportinforma