Wushu

14-08-2016 12:10

Primeiro Encontro de Mestres de Wushu de Macau termina com atletas chineses em destaque

O evento termina este domingo.
Wushu
Foto: HOTLI SIMANJUNTAK / EPA

Participaram no evento cerca de 1.500 atletas e mestres de todo o mundo.

Por SAPO Desporto c/ Lusa sapodesporto@sapo.pt

O primeiro Encontro de Mestres de Wushu de Macau termina este domingo, um evento onde participaram cerca de 1.500 atletas e mestres de todo o mundo, com os atletas chineses, em maioria, a conquistar grande parte dos prémios.

Ao fim de quatro dias de demonstrações e competições desta arte marcial (wushu em mandarim, kung fu em cantonês), o Instituto do Desporto revela que as equipas chinesas foram as vencedoras tanto do Campeonato das Danças de Dragão (quatro equipas em competição) como de Leão (sete equipas em competição).

No sanda, o boxe chinês, metade dos vencedores dos dez combates foram ganhos por atletas da China, Macau ou Hong Kong, sendo que a competir estiveram também lutadores do Egito, Índia, Turquia e Líbano. Esta é a única modalidade com direito a um prémio monetário, 20 mil patacas (2.242 euros) para os dez vencedores e 10 mil (1.121 euros) para os outros dez que perderam.

Apesar de algumas competições - como também de taolu, que envolve sequências de movimentos, divididos por várias categorias, que recebem uma pontuação -, o evento foi em grande parte dominado pelas demonstrações e instruções, mais de 50, de mestres de wushu tradicional e de dança do leão e dragão, além de alguns espetáculos, quase sempre em praças públicas.

No total, participaram neste encontro cerca de 1.500 atletas, de várias províncias da China, de Taiwan, Hong Kong e de países como Portugal, Malásia, Singapura, França, Alemanha, Espanha, Turquia, Índia, Portugal, Egito, Líbano e Itália.

Portugal esteve representado pela Escola de Artes Marciais Chinesas She-Si, com uma equipa de quatro atletas e um professor. Os portugueses não estiveram, no entanto, nas competições, participando apenas nos eventos de demonstração e intercâmbio.

O evento acaba com uma parada com todas as equipas, contando com personagens de wushu, danças de Leão e Dragão e criaturas da mitologia chinesa, que começa nas Ruínas de São Paulo, passa pelo Leal Senado e termina na praça do Tap Seac.

Esta foi a primeira vez que Macau organizou o Encontro de Mestres de Wushu, um evento que espera vir a repetir anualmente, tanto com o objetivo de incentivar a prática deste desporto ancestral como atrair mais turistas.

Conteúdo publicado por Sportinforma