Mais modalidades

20-08-2016 10:36

Schwarzenegger em Hong Kong para promover o culturismo

Arnold Schwarzenegger em Hong Kong para promover festival desportivo que criou há 40 anos.
Arnold Schwarzenegger em Hong Kong para promover festival desportivo que criou há 40 anos
Foto: EPA/JEROME FAVRE

Arnold Schwarzenegger em Hong Kong para promover festival desportivo que criou há 40 anos

Por SAPO Desporto c/Lusa sapodesporto@sapo.pt

O ex-governador da Califórnia e estrela de filmes de ação Arnold Schwarzenegger está este fim-de-semana em Hong Kong, onde inaugura hoje o “Arnold Classic”, festival multidesportivo que criou em 1976 e que pretende promover na Ásia.

A lenda do culturismo deu na sexta-feira uma conferência de imprensa na qual falou da sua amizade com o ídolo cinematográfico de Hong Kong Jackie Chan, revelou alguns segredos sobre musculação, e manifestou o desejo de que o festival “Arnold Classic” seja bem acolhido na estreia em Hong Kong.

“Não podes promover a educação física, o culturismo e a saúde sem incluir a Ásia”, disse Schwarzenegger, que levou este festival desportivo aos cinco continentes, embora à Ásia apenas no ano passado.

O homem que no cinema vestiu a pele de "Exterminador" (Terminator) iniciou, juntamente com o amigo Jim Lorimer, este encontro desportivo há 40 anos, primeiro como um concurso de culturismo e a partir de 1989 integrando outros desportos, como artes marciais, rugby ou até ténis de mesa.

Na conversa com os jornalistas na antiga colónia britânica, Schwarzenegger recordou o também ator de filmes de ação Jackie Chan, como “muito generoso, muito inteligente e cheio de talento”.

“O meu primeiro Segway, que uso o tempo todo, foi um presente de Jackie Chan", confessou o ator de origem austríaca.

Questionado sobre o segredo do seu poder físico, Schwarzenegger contou que nos seus anos de universidade treinava cinco a seis horas por dia e que atualmente, aos 69 anos, continua a levantar-se às cinco da manhã para ir suar no ginásio, um vício que não abandona um único dia.

“Tens de trabalhar o teu corpo até que estejas dois metros debaixo de terra”, disse, afirmando que o facto de ter sido campeão de culturismo nos anos 1970 e 1980 lhe abriu as portas para Hollywood e para a política, mas também lhe permitiu usar a sua influência para “promover a saúde em todo o mundo”.

Conteúdo publicado por Sportinforma