US Open

01-09-2016 01:01

Djokovic avança sem jogar, Wozniacki volta aos êxitos

O sérvio Novak Djokovic chegou hoje à terceira do US Open em ténis sem ter de jogar, no dia em que Milos Raonic caiu em Nova Iorque e Caroline Wozniacki retomou os êxitos após longa lesão.
Novak Djokovic
Foto: MICHAEL REYNOLDS / EPA

Novak Djokovic

Por SAPO Desporto c/Lusa sapodesporto@sapo.pt

A 33.ª vez consecutiva entre os melhores 32 de um torneio para Djokovic foi feita à custa do jovem checo Jiri Vesely, que o bateu no Masters 1000 de Monte Carlo em abril, e que não pôde jogar devido a uma inflamação no braço esquerdo.

O líder do ‘ranking’ mundial foi assim poupado depois de se ter queixado de problemas no braço direito no encontro de estreia no terceiro torneio do ‘Grand Slam’ da temporada: agora vai defrontar o russo Mikhail Youzhny, de 34 anos.

“Estou muito, muito desapontado. Esperava defrontar o Djokovic, nada tinha a perder”, desabafou Vesely.

Surpresa foi o afastamento do canadiano Milos Raonic, sexto jogador mundial, afastado pelo 120.º do ‘ranking’, o norte-americano Ryan Harrison, por 6-7 (4-7), 7-5, 7-5 e 6-1.

Raonic tinha sido finalista em Wimbledon em julho e foi semifinalista do Masters 1000 de Cincinnati em agosto.

A dinamarquesa Caroline Wozniacki, antiga número um mundial e finalista vencida no complexo de Flushing Meadowsem 2009 e 2014, mas que caiu para o lugar 74 depois de lesão no tornozelo direito, bateu a vencedora de 2004, a russa Svetlana Kuznetsova, por duplo 6-4.

Wozniacki recuperou de desvantagem de 4-0 no primeiro ‘set’ e assim conquistou a sétima vitória em oito encontros com a sua rival, nona cabeça de série.

“Deixei de olhar para o ranking mundial depois de sair do top 10”, disse Wozniacki, que agora vai defrontar a romena Monica Niculescu.

A britânica Johanna Konta, 13.ª favorita, chegou a desfalecer face ao calor, antes de vencer a búlgara Tsvetana Pironkova por 6-2, 5-7 e 6-2.

A alemã Angelique Kerber, segunda cabeça de série e candodata a destronar Serena Williams no ‘ranking’ mundial, bateu a experiente croata Mirjana Lucic-Baroni por 6-2 e 7-6 (9-7), tendo recuperado de desvantagem 4-1 no segundo ‘set’ e salvado depois dois pontos de ‘set’.

A italiana Roberta Vinci, que em 2015 foi derrotada na final pela compatriota Flavia Pennetta, passou facilmente a norte-americana Christina McHale por 6-1 e 6-3 e agora vai defrontar a alemã Carina Witthoeft.

Na sessão noturna em Nova Iorque, destaque para o encontro entre o espanhol Rafael Nadal, campeão em 2010 e 2013, e o italiano Andreas Seppi e a hispano-venezuelana Garbine Muguruza, vencedora em Rolland Garros, defronta a letã Anastasija Sevastova.

Conteúdo publicado por Sportinforma