Futebol de Praia

09-09-2016 19:29

Mário Narciso: "Foi um jogo de grandes emoções"

O técnico da equipa das quinas enalteceu a "entrega" da equipa.
Mário Narciso
Foto: FPF

Mário Narciso

Por SAPO Desporto c/ Lusa sapodesporto@sapo.pt

O selecionador nacional de futebol de praia, Mário Narciso destacou a "entrega no jogo" dos jogadores portugueses como a chave para a qualificação para o Mundial de 2017, hoje conseguida em Jesolo, na Itália, contra a Bielorrússia.

"Foi um jogo de grandes emoções. A nossa equipa tem grandes talentos, técnicos, táticos e físicos, mas mesmo isso não chegaria para ganhar se não puséssemos toda a nossa entrega no jogo", destacou Mário Narciso em declarações reproduzidas no sítio oficial da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) na internet.

Falando no final de um jogo em que a vitória 5-4 valeu o primeiro lugar no Grupo II e o apuramento para a prova que vai decorrer nas Bahamas, o selecionador destacou a forma como o adversário entrou no jogo. "Os nossos adversários entraram com tudo na partida. Mostraram grande agressividade, no bom sentido, deram sempre o máximo e jogaram numa velocidade estonteante. Realmente só a nossa entrega, entreajuda e espírito de sacrifício fizeram com que pudéssemos ter ganho o jogo e a qualificação", disse.

Mário Narciso, que fez um balanço positivo, lembrando as seis vitórias de Portugal e um apuramento "brilhante", frisou que "só as lesões do Leo, Belchior e Torres, que fizeram tratamentos intensivos antes do jogo para estarem aptos", foram o aspeto "menos positivo".

"Em 2015, ganhámos o Campeonato do Mundo e o Campeonato da Europa. Já este ano, vencemos a Taça da Europa e os torneios de São Salvador e Sal. Somos vice-campeões europeus e garantimos a qualificação para o Mundial numa zona europeia em que só se classificavam quatro equipas", lembrou.

Referindo-se ao apuramento que hoje terminou em Jesolo, Mário Narciso destacou que "grandes potências como a Rússia, Ucrânia e Espanha ficarão em casa", numa alusão ao facto das três seleções candidatas terem sido eliminadas na fase que decorreu em Itália.

Sobre os seus jogadores afirmou: "sinceramente acho que estes são os 12 melhores jogadores em Portugal (...). Eles têm a humildade de entender que no futebol de praia quem não defende não ganha. Tem sido esta a chave do nosso sucesso".

Conteúdo publicado por Sportinforma