Desporto

12-09-2016 14:19

Festa da Malha reúne cerca de 450 praticantes no domingo em Vendas Novas

A malha tem origem remota e já se praticava na Grécia Antiga, tendo sido os romanos a introduzir esta prática na Península Ibérica.
Festa da Malha reúne cerca de 450 praticantes no domingo em Vendas Novas
Foto: DR

Festa da Malha reúne cerca de 450 praticantes no domingo em Vendas Novas

Por SAPO Desporto c/ Lusa sapodesporto@sapo.pt

Cerca de 450 praticantes da malha, um jogo popular das zonas rurais, participam no domingo numa festa em Vendas Novas, no distrito de Évora, para demonstrar que esta prática lúdica, que remonta à Grécia Antiga, continua a mexer.

Os promotores divulgaram hoje que a 24.ª edição da Festa da Malha, uma iniciativa conjunta da Comunidade Intermunicipal do Alentejo Central (CIMAC) e da Câmara de Vendas Novas, em parceria com os restantes municípios do distrito de Évora, vai decorrer no recinto dos Salesianos, com início às 09:30 e com entrada livre.

Embora a iniciativa apresente um caráter competitivo, o mais importante, segundo os promotores, é "a participação e o convívio popular" entre os praticantes do jogo.

A Festa da Malha, segundo a organização, representa a afirmação de um jogo popular que é "uma referência histórica entre as populações mais idosas e um verdadeiro ponto de encontro entre gerações do distrito de Évora".

Os jogos desenrolam-se com a repetição do arremesso da malha (chapa de ferro) para derrubar o "xito" (objeto colocado direito no chão).

Este jogo, praticado habitualmente por pessoas idosas, encontra também adeptos entre os mais novos, que garantem a continuidade desta prática lúdica, asseguram as autarquias.

A iniciativa começou em 1993 em Évora e decorre anualmente num dos 14 concelhos do distrito, tendo já contado com mais de 10.000 participantes.

Segundo os organizadores, a Festa da Malha "surgiu da necessidade de envolver o maior número possível de praticantes deste jogo com grande tradição no Alentejo".

A malha tem origem remota e já se praticava na Grécia Antiga, tendo sido os romanos a introduzir esta prática na Península Ibérica.

O jogo, habitualmente, desenrola-se nos largos e praças das vilas e aldeias, em chão de terra batida, e ganhou grande popularidade no Alentejo, sendo praticado por homens, na esmagadora maioria, e mulheres.

Sem necessidade de árbitro, na malha são os jogadores que fazem cumprir regras antigas e as dúvidas resolvem-nas no diálogo, junto ao "xito".

Conteúdo publicado por Sportinforma