Taça Davis

18-09-2016 15:45

Selecionador esloveno destaca superioridade de Sousa e Elias

O ‘capitão’ esloveno Blaz Trupej assumiu hoje não ter ficado surpreendido com a derrota por 5-0 com Portugal na Taça Davis em ténis, salientando que João Sousa e Gastão Elias foram muito superiores.
Tennis Portugal Open
Foto: Lusa

epa04186617 Gastao Elias of Portugal returns to Filippo Volandri of Italy during their first round match for the Portugal Open tennis tournament in Estoril, Portugal, 30 April 2014. EPA/JOSE SENA GOULAO

Por SAPO Desporto c/Lusa sapodesporto@sapo.pt

“Não estamos surpreendidos com a forma como Portugal jogou. Sabíamos que tínhamos poucas hipóteses, porque Portugal tem dois excelentes jogadores, que estão em melhor no ‘ranking’. Jogaram em casa, na superfície preferida, o resultado é expectável”, resumiu o selecionador esloveno.

Blaz Trupej explicou que na conferência de imprensa de antevisão do ‘play-off’ de manutenção no Grupo I da zona euro-africana não quis ser negativo para os seus jogadores, mas confessou que os portugueses demonstraram no ‘court’ que são “muito melhores”.

“Se tivéssemos jogado em Kranj, em ‘indoor’, talvez a história fosse diferente. Veremos da próxima vez”, referiu.

Ainda assim, o ‘capitão’ esloveno indicou que a sua seleção gostou de estar em Viana do Castelo, apesar de ter sido surpreendida pelo mau tempo no início da semana.

Sobre o facto de ter tido ‘baixas’ de peso nesta eliminatória, Trupej escusou-se a responder se espera contar com os seus melhores jogadores no próximo ano.

“É uma pergunta para eles, não para mim. Vamos ter uma conversa com eles. Se jogarem, penso que vamos demonstrar que temos qualidade e pertencemos ao Grupo I”, concluiu.

Conteúdo publicado por Sportinforma