Estudo/Desporto

16-03-2017 10:11

Apenas 27% dos portugueses são fisicamente ativos

Regiões de Lisboa, Alentejo e Algarve estão associadas a um maior grau de sedentarismo.
5 desportos a praticar no inverno
Foto: Prevenir

50% ativos são do sexo masculino e apenas 20% no sexo feminino

Por SAPO Desporto c/ Lusa sapodesporto@sapo.pt

De acordo com a coordenadora do IAN-AF (Inquérito Alimentar Nacional e de Atividade Física), o nível de atividade física registado "é baixo" e "apenas em 27% da população, os indivíduos com mais de 15 anos foram considerados fisicamente ativos", o que equivale à prática de uma hora ou mais de atividades moderadas por dia ou 30 minutos de atividade vigorosa.

Nos jovens entre os 15 e os 21 anos "é relevante a diferença entre os sexos", havendo 50% ativos no sexo masculino e apenas 20% no sexo feminino, estando as regiões de Lisboa, Alentejo e Algarve associadas a um maior grau de sedentarismo.

Dada a baixa prevalência de indivíduos classificados como fisicamente ativos, as medidas a implementar devem considerar "não apenas o aumento das atividades de lazer e desportivas mas uma mudança de hábitos no dia-a-dia" da população, salientou Carla Lopes.

O IAN-AF é apresentado hoje, na Reitoria da Universidade do Porto (UP), num evento que inclui um debate sobre a importância dos resultados para a definição de políticas públicas.

Este projeto, no qual participaram 15 investigadores e mais de 60 colaboradores, foi desenvolvido por um consórcio liderado pela UP, com o contributo das faculdades de Medicina, de Ciências da Nutrição e Alimentação e de Desporto, bem como do ISPUP.

Envolveu ainda o Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge, as faculdades de Medicina e de Motricidade Humana da Universidade de Lisboa, a Faculdade de Medicina da Universidade de Oslo (Noruega) e a empresa SilicoLife, tendo sido financiado pelo programa EEAGrants - Iniciativas em Saúde Pública.

Os resultados do inquérito nacional vão ser apresentados também em Lisboa, na sexta-feira, na Fundação Calouste Gulbenkian.

Conteúdo publicado por Sportinforma