Natação

02-04-2017 23:56

Nacionais terminam com sete novos recordes absolutos

Os campeonatos nacionais de juvenis, juniores e absolutos de natação terminaram hoje em Coimbra.
European Swimming Championships 2016 in London
Foto: Lusa

Alexis Santos, nadador português

Por SAPO Desporto c/ Lusa sapodesporto@sapo.pt

Os campeonatos nacionais de juvenis, juniores e absolutos de natação, que terminaram hoje em Coimbra, contaram com sete novos recordes absolutos, ao longo dos quatro dias de prova.

Alexis Santos bateu os recordes nacionais absolutos nos 200 metros livres e 200 estilos, o Sporting na prova extra de 4x200 livres, Guilherme Pina nos 1.500 livres, Gabriel Lopes nos 100 costas, Ana Pinho Rodrigues nos 50 bruços e Victoria Kaminskaya nos 200 bruços.

Os resultados alcançados nos nacionais "traduzem aquilo que é a evolução da natação portuguesa", sublinhou o presidente da Federação Portuguesa de Natação, António José Silva, destacando que, além dos recordes absolutos, foi confirmada mais uma presença nos Mundiais, em Budapeste, com Guilherme Pina nos 1.500 metros livres, e mais sete nadadores nos Europeus de juniores.

Ao todo, Portugal já confirmou a presença de oito atletas (cinco nos masculinos e três nos femininos) em Budapeste, e nove nadadores no Campeonato Europeu de Juniores.

António José Silva salientou que é expectável que se consiga "mais atletas integrados no projeto de preparação olímpica", considerando que, além de Alexis Santos, Miguel Nascimento e Victoria Kaminskaya, que já conseguiram mínimos, os nadadores Diogo Carvalho, Gabriel Lopes e Guilherme Pina "estão muito próximos" de atingir a marca para a integração no projeto.

O presidente da Federação mostrou-se ainda confiante que seja possível "ter pelo menos um atleta numa final olímpica em 2020".

O quarto e último dia dos nacionais de natação foi marcado pela prova de 200 metros bruços femininos, com Victoria Kaminskaya a definir nova melhor marca nacional, numa competição onde também Raquel Gomes Pereira nadou abaixo do antigo recorde absoluto, que já tinha quase 12 anos.

A júnior Raquel Gomes Pereira acabou por ser também uma das figuras dos nacionais, mostrando bons sinais para o futuro.

A atleta do Algés sagrou-se campeã nacional em 200 estilos e 100 bruços, onde bateu os recordes nacionais de juniores. Também nos 200 bruços, Raquel Gomes Pereira estabeleceu a melhor marca nacional de juniores.

Alexis Santos, do Sporting, bateu os recordes absolutos de 200 estilos e de 200 livres, este último durante a prova extra de estafeta 4x200 livres, onde o Sporting definiu novo máximo nacional.

Ainda nos masculinos, Gabriel Lopes, nos 100 metros costas, definiu novo recorde absoluto e leva para casa três títulos nacionais, os mesmos que Diogo Filipe Carvalho, do Galitos.

Miguel Nascimento, do Benfica acabou por ser o nadador que mais vezes subiu ao primeiro lugar do pódio, conquistando quatro títulos, e, nos femininos, também Ana Pinho Rodrigues leva para casa quatro medalhas de campeã nacional.

Na vertente de natação adaptada, Gino Caetano e Tiago Neves fizeram as melhores marcas absolutas nacionais nas classes S10 e S15, respetivamente, quer nos 50 metros livres, quer nos 100 metros livres.

Conteúdo publicado por Sportinforma