Surf

02-05-2017 23:28

Porto & Matosinhos Wave Series arranca sábado com prova de surf dos 12 aos 18 anos.

Organização espera superar uma assistência de 30 mil pessoas.
Crianças da Obra Frei Gil Praia
Foto: LUSA; JOSE COELHO

Organização espera superar uma assistência de 30 mil pessoas.

Por SAPO Desporto c/Lusa sapodesporto@sapo.pt

Sete campeonatos de surf e batismos de surf para crianças carenciadas são algumas das propostas do Porto & Matosinhos Wave Series 2017, evento que arranca este sábado e cuja organização estima ter mais de 30 mil pessoas a assistir.

“Promover o desporto a nível regional com atletas de topo, motivar os atletas locais a continuar a trabalhar para terem melhores resultados e ajudar na promoção turismo da região Norte” são os principais objetivos do Porto & Matosinhos Wave Series 2017, disse hoje à Lusa Marcelo Martins, promotor do evento, afirmando que nesta edição estimam superar os 30 mil pessoas a assistirem às provas de surf.

Entre pranchas de surf, 'longboard', 'stand-paddle', 'skimming' e 'bodyboard', a frente atlântica do Porto e Matosinhos oferece uma “série de praias com ondas desde fundo de areia a fundo de pedra” e que dá a possibilidade de fazer surf em condições "muito favoráveis", explica Marcelo Martins.

Nesta edição estão previstos sete campeonatos no total, sendo o primeiro a ser o Circuito Regional do Surf do Norte, etapa de apuramento para o campeonato nacional com atletas dos 12 aos 18 anos, e que arranca este sábado, dia 06.

Batismo de surf para crianças das cidades de Matosinhos e do Porto, batismo de surf para crianças carenciadas, ações de surf adaptado para crianças com mobilidade reduzida e ainda ‘workshops’ de treino de apneia para surfistas são outras das iniciativas do evento, desvendou à Lusa o promotor do avento.

O cartaz do evento é divulgado esta próxima quarta-feira, pelas 10:00, com uma conferência de imprensa agendada no Posto de Turismo de Matosinhos, na Praia Titan, e vai contar com a presença dos presidentes da Câmara Municipal do Porto, Rui Moreira, e de Matosinhos, Eduardo Pinheiro, anfitriões da iniciativa.

Para Rui Moreira, “este é um daqueles projetos que estava condenado ao sucesso e que, estou convicto, vai perdurar por muitos anos, com uma dinâmica cada vez maior. Temos o que era mais difícil de se poder concretizar, ou seja, uma frente marítima com condições naturais ímpares para a prática do surf”.

“Fazia, por isso, todo o sentido unirmos esforços e promovermos, juntamente com Matosinhos, o lançamento destas Wave Series, partilhando sinergias e conferindo-lhe dimensão e escala (…). Vamos continuar a promover o potencial turístico e económico desta nossa frente atlântica, posicionando as praias do Porto e de Matosinhos como um destino de eleição para a prática de desportos, tanto a nível recreativo como de competição”, acrescenta o autarca.

O presidente da Câmara de Matosinhos, Eduardo Pinheiro, recorda, por seu turno, que a autarquia “assumiu o surf como um dos eixos estratégicos para a promoção turística e a dinamização económica do concelho” e, por isso, afirma que o evento serve de atração de "mais praticantes”, mas também para “novos clientes para o tecido económico local”.

Durante a apresentação do programa nesta quarta-feira, dia 03, está programado, pelas 11:00, um batismo de surf para estudantes estrangeiros, com o objetivo de promover a prática de surf daqueles que escolheram as cidades do Porto e Matosinhos para estudar, informou a organização.

Conteúdo publicado por Sportinforma