Canoagem

21-05-2017 18:14

Teresa Portela conquista medalha de ouro em Montemor-o-Velho

Canoísta venceu em K1 200. Fernando Pimenta surpreendido por João Ribeiro.
Teresa Portela venceu em Montemor-o-Velho

Teresa Portela venceu em Montemor-o-Velho

Por SAPO Desporto c/Lusa sapodesporto@sapo.pt

A canoísta Teresa Portela conquistou hoje a medalha de ouro em K1 200 da Taça do Mundo de Montemor-o-Velho, enquanto João Ribeiro surpreendeu, ao vencer Fernando Pimenta em K1 5.000.

Numa prova em que Portugal atingiu um total de 10 pódios, superando os oito de 2016, João Ribeiro ‘vingou-se’ do 'sprint' perdido no nacional de fundo e impôs-se em 20.24,200 minutos, menos 0,220 segundos do que Pimenta, que conclui a Taça do Mundo com três medalhas.

Depois do ouro de sábado em K1 1.000, e da prata nos 5.000, Fernando Pimenta foi também segundo em K1 500 metros, perdendo para o ucraniano Oleh Kukharyk por 1,652 segundos, sendo que o pódio ficou completo com o húngaro Márk Bárdfalvi, a 2,132.

João Ribeiro também participou na promissora estreia do novo K4 500, sem Fernando Pimenta, composto por Emanuel Silva, pelo ‘novato’ David Varela, João Ribeiro e David Fernandes, com a prata em 1.20,942 minutos, a 356 milésimos do ouro da Ucrânia e à frente da Hungria, que ficou a 972 milésimos de segundo do primeiro.

Teresa Portela, que tem três medalhas de bronze europeias em K1 200, cumpriu a prova em 40,265 segundos, batendo a eslovena Spela Janic e a polaca Marta Walczykiewicz, vice-campeã olímpica no Rio2016, por 14 e 348 milésimos, respetivamente.

Joana Vasconcelos e Francisca Laia juntaram-se em K2 200 para atingir a prata em 37,252 segundos, a 689 milésimos da campeã olímpica neozelandesa Lisa Carrington e da companheira Aimee Fisher, numa prova em que Márcia Aldeias e Maria Cabrita foram sétimas.

Em C1 200, prata e bronze para o olímpico Hélder Silva e para o promissor Tiago Tavares, a 176 e 428 milésimos, respetivamente, do checo Martin Fuksa, vencedor.

Em C1 5.000, o maratonista Rui Lacerda foi bronze em 23.40,440 minutos, perdendo para o cubano Serguey Torres por 1.03,520, que bateu o compatriota Fernando Jorge por 37,120 segundos.

A I Taça do Mundo de canoagem, a primeira prova internacional rumo a Tóquio2020, juntou cerca de 300 canoístas de 30 países.

Conteúdo publicado por Sportinforma