Natação

07-06-2017 11:08

Ryan Lochte pensou em suicidar-se após polémica nos Jogos Olímpicos

Nadador e outros companheiros da equipa norte-americana danificaram um posto de abastecimento de combustível e inventaram que tinham sido vítimas de um assalto.
Olympic Games 2016 Swimming
Foto: EPA/PATRICK B. KRAEMER

Ryan Lochte

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt

A polémica protagonizada por Ryan Lochte nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro ainda hoje assombra o nadador norte-americano. O atleta, que inventou ter sido vítima de um assalto quando competia no Rio de Janeiro, confessou agora que chegou a pensar no suicídio.

"Depois do Rio, provavelmente fui a pessoa mais odiada do mundo. Houve uma série de momentos em que chorava e pensava 'se me deitar e nunca mais acordar, ótimo'", disse o nadador em entrevista à ESPN. "Estava à beira de acabar com a vida", disse o norte-americano.

Ao regressarem de uma festa a 14 de agosto do ano passado, Ryan Lochte e três colegas da equipa de natação danificaram um posto de abastecimento de combustível no Rio de Janeiro e envolveram-se numa confusão com os seguranças do espaço.

Após o incidente, os nadadores informaram a polícia de que tinham sido vítimas de um assalto, mas, mais tarde, as autoridades desmontaram essa versão na sequência de investigações.

O norte-americano, que tem 12 medalhas olímpicas no currículo, está suspenso pela USA Swimming até dia 30 de junho.

Conteúdo publicado por Sportinforma