Red Bull Cliff Diving

09-07-2017 15:45

Surpresa de última hora: Orlando Duque e Adriana Jiménez triunfam nos Açores

Orlando Duque partia do segundo lugar para as finais, enquanto Adriana Jiménez começou na quarta posição.
Orlando Duque nos Açores
Foto: Samo Vidic/Red Bull Content Pool

Orlando Duque nos Açores

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt

O colombiano Orlando Duque, de 42 anos, e a mexicana Adriana Jimenez, 32, foram os vencedores da etapa portuguesa, nos Açores, a segunda paragem do Red Bull Cliff Diving, cuja final realizou-se este domingo, na ilha de São Miguel, pelo sexto ano consecutivo.

Os dois sul-americanos não partiam como favoritos, uma vez que os lugares da liderança eram ocupados pelo mexicano Jonathan Paredes e australiana Helena Merten, que brilharam nas duas primeiras etapas, realizadas ontem, diretamente dos rochedos do ilhéu de Vila Franca do Campo.

A prova conta com quatro rondas e os atletas vão somando pontos atribuídas pelo júri, que avaliam a dificuldade e técnica dos atletas, e quem fizer a maior pontuação ganha. No caso do grupo masculino, após a terceira ronda, só os oito primeiros classificados dos 14 é que passam à última fase. No caso das mulheres, vão desde o início até ao fim com o mesmo conjunto.

Orlando Duque, o veterano do grupo dos homens, vence pela primeira vez a etapa açoriana. Steven Lobue e Gary Hunt fecharam o pódio. Destaque para a ascensão de Hunt, com o britânico a ascender da 14.ª posição para o sexto lugar na terceira ronda e terminando depois com a medalha de bronze, tendo sido o momento alto para o público instalado em pequenos barcos no Oceano Atlântico.

O colombiano arrecadou 346.5 pontos do júri, Lobue 342.45 e Hunt 330.4. Com estes resultados, Duque diminui (20 pontos de diferença) o fosso para o líder da geral, Gary Hunt. Nas mulheres, Jiménez amealhou 303.5 pontos, Helena Marten 284.7 e Anna Bader (wildcard) 281.9. Mesmo assim, a liderança continua a pertencer a Rhiannan Iffland (5.ª nos Açores) na geral feminina, enquanto Adriana sobe ao terceiro lugar, havendo 40 pontos que as separam.

Terminada a prova portuguesa, com a promessa de regresso em julho de 2018, o Red Bull Cliff Diving World Series segue agora para Itália, a 23 de julho, em Polignano a Mare.

Conteúdo publicado por Sportinforma