Surdolímpicos

14-07-2017 23:50

Portugal com 11 atletas com a missão de "representar dignamente o país"

Portugal somará em Samsun a sua sétima participação, tendo já conquistado um total de 11 medalhas.
helder_gomes_taekwondo_surdolimpicos_533.jpg
Foto: © 2013 LUSA - Agência de Notícias de Portugal, S.A.; CARLOS ALBERTO MATOS

Hélder Gomes, atleta português

Por SAPO Desporto c/ Lusa sapodesporto@sapo.pt

Os 11 atletas que vão representar Portugal na 23.ª edição dos Jogos Surdolímpicos partem no sábado para a Turquia com a missão de representar dignamente o país, sem assumir objetivos em relação à conquista de medalhas.

“Não se sintam obrigados a ganhar medalhas, sintam-se apenas obrigados a dar o vosso melhor. Se assim o fizerem, já serão uns vencedores, as medalhas poderão vir depois”, afirmou o presidente do Comité Paralímpico de Portugal (CPP), José Lourenço, na apresentação da comitiva, que integra 32 elementos.

A missão que vai marcar presença na cidade turca de Samsun foi hoje apresentada oficialmente numa unidade hoteleira da Lisboa, depois de, durante a tarde, ter sido recebida no palácio de Belém pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

A secretária de Estado da Inclusão das Pessoas com Deficiência, Ana Sofia Antunes, também destacou “empenho e a vontade" dos ateltas portugueses que “provam ser vencedores cada vez que ultrapassam dificuldades”, considerando as medalhas como “a cereja no topo do bolo”.

Entre os 11 atletas portugueses, que vão competir em seis modalidades, figuram cinco já com experiência em Jogos Surdolímpicos e seis estreantes.

Da comitiva lusa fazem parte os três atletas que há quatro anos, em Sófia, na Bulgária, conquistaram medalhas: Hugo Passos, Joana Santos e Hélder Gomes.

Recordista português de presenças e pódios, o lutador Hugo Passos, que somará a sua sexta participação em Jogos Surdolímpicos, conquistou em Sófia a sua quarta medalha de ouro consecutiva em luta greco-romana, às quais junta uma de bronze conseguida em luta livre em Taipé2009.

Além de Hugo Passos, em Sófia subiram ao pódio a judoca Joana Santos – a única atleta feminina na missão Samsun2013-, que conquistou uma medalha de prata, e Hélder Gomes, que arrecadou um bronze no taekwondo.

Na Turquia, Portugal vai estar representado nas modalidades de atletismo, ciclismo, luta, judo, natação e taekwondo.

Portugal somará em Samsun a sua sétima participação, tendo já conquistado um total de 11 medalhas.

Para participar nos Jogos Surdolímpicos, os atletas devem ter perdido 55 decibéis no seu “ouvido melhor”, não sendo permitido o uso de quaisquer aparelhos ou implantes auditivos.

Conteúdo publicado por Sportinforma