Canoagem

15-07-2017 15:12

DTN da Federação destacou ouro de Pimenta e entrada de equipas de K4 500 no projeto olímpico

Em declarações à Lusa, o dirigente da FPC reconheceu que "a medalha é sempre importante", mas recordou que a seleção de 11 canoístas mais dois elementos da paracanoagem vieram a Plovdiv, na Bulgária, também com "outros objetivos".
Rio 2016: Canoagem K1- 1000m- Fernando Pimenta
Foto: Lusa

Diretor Técnico Nacional destacou participação portuguesa nos Europeus de Canoagem

Por SAPO Desporto c/ Lusa sapodesporto@sapo.pt

O Diretor-Técnico Nacional (DTN) da Federação Portuguesa de Canoagem (FPC), Ricardo Machado, realçou hoje as qualidades de Fernando Pimenta, bicampeão europeu em K1 1.000 metros, e a entrada das formações de K4 500 metros no projeto olímpico.

"Parece fácil. O Fernando tem-nos habituado nos últimos anos a estar nos lugares principais do pódio e mais uma vez mostrou aqui todo o seu valor e porque é considerado um dos melhores atletas da canoagem mundial e do desporto português", disse Ricardo Machado.

Em declarações à Lusa, o dirigente da FPC reconheceu que "a medalha é sempre importante", mas recordou que a seleção de 11 canoístas mais dois elementos da paracanoagem vieram a Plovdiv, na Bulgária, também com "outros objetivos".

"A integração dos K4 nas finais com excelente sexto lugar masculino e o nono feminino. Eram também dois dos grandes objetivos, principalmente porque permitem a integração de mais atletas no projeto olímpico e que assim se foquem de forma mais tranquila no seu trabalho no próximo ano", justificou.

O também vice-presidente da FPC lembrou que essas integrações também dão "alguma segurança e condições financeiras para fazer uma preparação mais cuidada destes atletas".

Agora, o dirigente disse apenas desejar que a seleção presente na Bulgária "continue a evoluir", para que nos Mundiais da República Checa, a disputar em de agosto, todos os canoístas consigam "os melhores resultados possíveis".

Conteúdo publicado por Sportinforma