Ténis

03-09-2016 09:29

Cilic diz adeus ao US Open, Djokovic em serviços mínimos

Marin Cilic, vencedor do US Open em 2014 e sétimo cabeça de série nesta edição, perdeu por 6-4, 6-3 e 6-3 com o norte-americano Jack Sock.
Djokovic segue em frente
Foto: DR

Djokovic segue em frente

Por SAPO Desporto c/Lusa sapodesporto@sapo.pt

O tenista sérvio Novak Djokovic está a ter uma semana estranha no US Open, em que atingiu a terceira ronda sem jogar e chegou aos oitavos de final após 32 minutos no 'court' do Estádio Arthur Ashe, em Nova Iorque.

Na sexta-feira, o número um mundial e detentor do título ganhava por 4-1 no primeiro 'set' quando o russo Mikhail Youzhny pediu assistência médica. Após alguns minutos de paragem, o russo voltou ao encontro com uma ligadura na coxa esquerda, ganhou o jogo seguinte e desistiu logo depois.

O sérvio já tinha chegado à terceira ronda sem jogar, devido à desistência do checo Jiri Vesely, e chega aos oitavos de final do quarto torneio do ‘Grand Slam’ sem grande desgaste, mas também com pouco ritmo de competição.

"Isto nunca tinha acontecido ao longo da minha carreira. Ter uma desistência e um encontro seguinte só de meia hora. Desejo a Mikhail rápidas melhoras. Ele disse-me que já foi lesionado para o encontro", afirmou Djokovic, cujo próximo adversário será o vencedor do encontro entre o norte-americano John Isner e o britânico Kyle Edmund.

A surpresa negativa do dia veio do croata Marin Cilic, vencedor do US Open em 2014 e sétimo cabeça de série nesta edição, que perdeu por 6-4, 6-3 e 6-3 com o norte-americano Jack Sock. O jogador da casa, de 23 anos, enfrenta agora o francês Jo-Wilfried Tsonga, que bateu o sul-africano Kevin Anderson, por 6-3, 6-4 e 7-6 (7-4).

Outro gaulês, Gael Monfils, décimo pré-designado, não teve dificuldades para se desembaraçar do espanhol Nicolas Almagro, vencendo por 6-4, 6-2 e 6-4, para marcar encontro nos 'oitavos' com o cipriota Marcos Baghdatis.

O espanhol Rafael Nadal, quarto cabeça de série, ainda joga nesta jornada de sexta-feira no complexo de Flushing Meadows, frente ao russo Andrey Kuznetsov.

No setor feminino, a norte-americana Madison Keys, oitava cabeça de série, esteve encostada às 'cordas', mas reagiu a tempo de bater Naomi Osaka, 7-5, 4-6 e 7-6 (7-3).

Keys, de 21 anos, esteve a perder por 1-5 no terceiro 'set' e conseguiu dar a volta para bater Osaka por 7-5, 4-6 e 7-6 (7-3). A japonesa, de apenas 18 anos, frustrada por não conseguir concretizar a vitória, não evitou as lágrimas quando por duas vezes serviu para ganhar e falhou.

Na próxima ronda, Keys vai enfrentar uma jogadora duas vezes finalista do US Open e ex-número um mundial, a dinamarquesa Caroline Wozniacki, que quebrou oito vezes o serviço da romena Monica Niculescu para vencer por 6-3 e 6-1.

A veterana italiana Roberta Vinci, sétima cabeça de série e finalista em 2015, teve um sobressalto no segundo 'set' frente à alemã Carina Witthoeft, mas venceu por 6-0, 5-7 e 6-3, e vai defrontar nos 'oitavos' a ucraniana Lesia Tsurenko, uma estreante no 'Grand Slam', que surpreendeu a eslovaca Dominika Cibulkova, 12.ª pré-designada, ganhando por 3-6, 6-3 e 6-4.

Depois de ter eliminado a espanhola Garbine Muguruza, campeã de Roland Garros, a letã Anastasija Sevastova avançou mais uma ronda, após bater Kateryna Bondarenko, da Ucrânia, por 6-4 e 6-1.

Conteúdo publicado por Sportinforma