Ténis

14-09-2016 17:44

Taça Davis: João Sousa espera 'play-off' muito disputado com a Eslovénia

O ‘play-off’ de manutenção do Grupo I da Zona Europa/África da Taça Davis em ténis, que vai opor Portugal à Eslovénia, decorre entre sexta-feira e domingo, no Clube de Ténis de Viana.
Rio2016: Ténis: João Sousa
Foto: Lusa

João Sousa espera 'play-off' muito disputado com a Eslovénia

Por SAPO Desporto c/Lusa sapodesporto@sapo.pt

João Sousa, número um nacional, assumiu hoje que Portugal não espera uma eliminatória fácil frente à Eslovénia, em Viana do Castelo, no ‘play-off’ de manutenção do Grupo I da Zona Europa/África da Taça Davis em ténis.

“É uma equipa diferente [em relação à última eliminatória]. Não vieram dois dos jogadores mais fortes. Mesmo assim, não estamos à espera de uma eliminatória fácil, nem muito menos. O número um deles, o [Grega] Zemlja, é muito forte. Vai ser uma eliminatória muito disputada”, analisou o 34.º jogador mundial.

João Sousa esteve na polémica derrota por 3-2 frente à Eslovénia, na primeira eliminatória do Grupo I da zona Europa/África da Taça Davis em ténis, em 2014.

“Tenho uma memória muito má. Se bem me lembro, as condições de jogo não eram as oficiais, mas nós decidimos na mesma jogar. Não fomos tratados tão bem como eles serão tratados aqui. Mas passado é passado. Independentemente do passado, vamos dar o nosso melhor”, prometeu.

Sobre a lesão no joelho direito que o tem incomodado, o vimaranense garantiu estar a sentir-se melhor.

“Estou disposto e apto para jogar. Digo sempre que, para mim, é um orgulho representar Portugal. Sempre que puder vou fazê-lo. Tenho vindo a trabalhar para que essa lesão no joelho possa passar e, até ao momento, tenho-me sentido bem”, resumiu, explicando que está a adaptar-se bem às condições do Clube de Ténis de Viana e que espera estar a 100 por cento na sexta-feira.

Confiante de que poderá contar com o seu número um para o que der e vier, o ‘capitão’ Nuno Marques revelou que a equipa se tem adaptado bem e apelou ao público para que, entre sexta-feira e domingo, volte a lutar as bancadas do clube vianense como fez no ano passado, na eliminatória que opôs Portugal à Bielorrússia.

Na ausência de Gastão Elias, que teve de deslocar-se a Lisboa para resolver problemas relacionados com os vistos para os próximos torneios, coube a Pedro Sousa analisar Grega Zemlja, “um bom jogador”, que já defrontou e que está uns lugares abaixo do seu real valor no ‘ranking’.

Já João Domingues, chamado à última hora para substituir Frederico Silva, confessou que foi apanhado de surpresa.

“Soube só no sábado. Estou contente por estar aqui, pela confiança que o Nuno me dá e vou dar o meu máximo”, concluiu.

A seleção portuguesa, capitaneada por Nuno Marques, é composta por João Sousa (34.º no ‘ranking ATP), Gastão Elias (61.º), Pedro Sousa (208.º) e João Domingues (388.º).

A formação eslovena, orientada por Blaz Trupej, é integrada por Grega Zemlja (158.º), Tomislav Ternar (758.º), Tom Kocevar-Desman (822.º) e Sven Lah (1542.º).

Conteúdo publicado por Sportinforma