Ténis

27-11-2016 22:07

'Capitão' da Argentina elogia melhores encontros das carreiras de 'Delpo' e 'Delbo'

O 'capitão' da Argentina, Daniel Orsanic, falou sobre o primeiro título da 'albiceleste' na Taça Davis.
Taça Davis
Foto: AFP

A Argentina venceu a Taça Davis.

Por SAPO Desporto c/ Lusa sapodesporto@sapo.pt

O ‘capitão’ da Argentina, Daniel Orsanic, considerou este domingo que Juan Martín del Potro e Federico Delbonis fizeram os melhores encontros da carreira para levar a ‘albiceleste’ ao primeiro título na Taça Davis em ténis.

“Fizemos tudo o que tínhamos de fazer. Os rapazes foram incríveis, os dois jogaram os melhores encontros das suas carreiras. Sempre acreditei neles, sonhei tantas vezes, pela Argentina”, disse um emocionado Orsanic, após a vitória por 3-2 da sua seleção frente à Croácia, em Zagreb.

A Argentina, que começou o terceiro e último dia da final a perder por 2-1, conseguiu a reviravolta perfeita, graças ao triunfo de Juan Martín del Potro (38.º) sobre Marin Cilic (6.º), por 6-7 (4-7), 2-6, 7-5, 6-4 e 6-3, em quatro horas e 53 minutos, e de Federico Delbonis (41.º) sobre Ivo Karlovic (20.º), por 6-3, 6-4 e 6-2, em duas horas e dez minutos.

“É um privilégio estar com este grupo, nesta posição. Este é o regresso da história, são dois génios, são enormes”, elogiou o ‘capitão’ argentino.

Já Delbonis, o homem que conquistou o terceiro e decisivo ponto para a Argentina, confessou que vencer foi um sonho tornado realidade.

“Jogámos pelo nosso país, com o nosso coração e o melhor que pudemos. É impressionante. A ‘afición’ ajudou-nos em cada ponto. Tentei manter-me concentrado para cumprir a minha missão e, caso não tivesse conseguido, teria sido um desastre”, assumiu o novo herói argentino.

Entre os adeptos fervorosos que celebraram o triunfo da seleção ‘albiceleste’ estava o ex-futebolista Diego Maradona, que recebeu a raquete com que Del Potro derrotou Cilic.

“Ele [Maradona] chegou ao balneário para felicitar-me e eu dei-lhe a raquete, porque este foi o meu último encontro da temporada. Vou recordá-lo para sempre. Vai ser sempre um momento inesquecível”, disse o medalha de prata do Rio2016.

Conteúdo publicado por Sportinforma