Ténis

02-05-2017 23:44

Estoril Open: João Sousa lamentou não ter estado à altura do desafio

Número um nacional perdeu na primeira ronda do Estoril Open.
Jo
Foto: SAPO Desporto

Número um nacional perdeu na primeira ronda do Estoril Open.

Por SAPO Desporto c/Lusa sapodesporto@sapo.pt

O tenista português João Sousa assumiu hoje ter ficado triste com a derrota na primeira ronda do Estoril Open e lamentou não ter estado à altura do desafio frente ao norte-americano Bjorn Fratangelo.

“Não fiz um bom encontro, não consegui ser agressivo. Ele foi fiel ao estilo de jogo dele, viu-se que estava com bastante confiança, depois de ter vencido dois encontros no ‘qualifying’ e a verdade é que eu não fiz uma boa exibição. Dei tudo por tudo para tentar mudar o rumo dos acontecimentos, mas não estive à altura do desafio e não estou contente com a exibição”, reconheceu o número um nacional.

João Sousa salientou ainda que, no segundo ‘set’, quando dispôs de três ‘breaks’, o ‘qualifier’ norte-americano fez dois ‘winners’ de esquerda, que “teoricamente” é a pancada “mais fraca” de Fratangelo.

“Tentei ser fiel ao meu jogo, mas não consegui fazê-lo. Esses ‘breaks’ podiam ter mudado o rumo, era um momento-chave. Não aconteceu, ele serviu muito bem”, reconheceu, indicando que quando disse, no ‘court’ que não conseguia vencer no torneio português estava apenas a desabafar.

O sexto cabeça de série do Estoril Open garantiu ainda não estar muito preocupado com o facto de ainda não ter conseguido ganhar no Clube de Ténis do Estoril, recordando que, até este ano, também nunca tinha passado a primeira ronda do torneio de Auckland (Nova Zelândia), onde foi finalista.

“Este torneio é um torneio muito especial para mim. Sou o primeiro a querer joNugar bem. No Jamor, fiz duas vezes quartos de final [na realidade, foi apenas um, em 2012]. Fico triste, porque vejo que as pessoas estiveram até ao último ponto a puxar por mim e eu não consegui corresponder com a vitória”, confessou o 36.º tenista mundial, mostrando-se confiante que “algum dia, em algum ano” possa ganhar.

Conteúdo publicado por Sportinforma