Estoril Open

03-05-2017 17:59

Almagro diz que vitória sobre Elias foi o melhor jogo da época

Tenista espanhol eliminou o português na segunda ronda do Estoril Open.
Nicolas Almagro
Foto: EPA/Toni Albir

Nicola Almagro, tenista espanhol

Por SAPO Desporto c/Lusa sapodesporto@sapo.pt

O tenista espanhol Nicolas Almagro defendeu hoje que fez o melhor encontro da temporada na sua vitória em dois ‘sets’ sobre o português Gastão Elias, na segunda ronda do Estoril Open.

“Foi o meu melhor encontro deste ano. Estava ciente de como tinha de jogar, saiu tudo na perfeição. Servi muito bem, consegui muitos pontos de direita. Em nenhum momento deixei o Gastão cumprir o seu plano”, analisou o 86.º tenista mundial, que venceu por 6-1 e 6-2.

Almagro considerou que o resultado final foi “claro” e recordou que vitórias por estes parciais não são comuns.

“Creio que aconteceu mais por mérito meu do que por desmérito dele. Sabia que se o jogo fosse renhido, as pessoas iam desempenhar um papel importante. E também queria evitar isso, porque sabia que seria complicado”, assumiu.

Nos quartos de final, o campeão em título vai cruzar-se com o finalista derrotado em 2016, o seu compatriota Pablo Carreño Busta.

“De certeza que vai ser um jogo bonito. O do ano passado foi espetacular, tive a sorte de que tenha ido para o meu lado por pequenos detalhes”, disse, sublinhando que vai ter de estar a 100 por cento para bater o primeiro cabeça de série e que é bom ter passado tão pouco tempo em ‘court’ nas duas primeiras rondas.

Almagro teve ainda palavras de elogio para o seu adversário nos quartos de final do torneio português: “Todos sabemos que ele não vai conseguir dois títulos, mas muitos mais. É o presente e o futuro de ténis espanhol. É um grande jogador. Vai ter um futuro extraordinário”.

Almagro não quis perspetivar ainda a revalidação do título, lembrando que a final de domingo ainda está muito longe.

“Só quero pensar no jogo da sexta-feira. Claro que está na mente voltar ao ‘court’ no domingo, mas para lá estar tenho de ganhar na sexta e no sábado”, frisou.

O campeão em título reconheceu que o seu objetivo é chegar o melhor possível a Roland Garros.

“Tive uma lesão, não pude competir durante dois meses, também pelo nascimento do meu filho. Sabia que com paciência podia chegar sólido ao objetivo”, completou.

Conteúdo publicado por Sportinforma