Desporto

05-05-2017 14:56

Federação de Ténis e Santa Casa assinam protocolo de patrocínio

O presidente da FPT revelou ainda que o acordo com o Governo para a exploração do CAR de ténis está para breve.
Centro de Alto Rendimento (CAR) de ténis no Jamor (Oeiras)
Foto: DR

Centro de Alto Rendimento (CAR) de ténis no Jamor (Oeiras)

Por SAPO Desporto c/ Lusa sapodesporto@sapo.pt

A Federação Portuguesa de Ténis (FPT) e os Jogos Santa Casa assinaram hoje um protocolo para dar nome ao Centro de Alto Rendimento (CAR) da modalidade do Jamor (Oeiras), com Vasco Costa a considerar a parceria um momento de viragem.

“Esta parceria é bastante importante, porque vai permitir que os nossos atletas tenham um maior apoio”, assumiu o presidente da FPT, considerando que com o ‘patrocínio’ dos Jogos Santa Casa a entidade poderá alargar a sua ação a mais atletas e torneios.

Para Vasco Costa, a mudança do ‘naming’ do CAR do Jamor para CAR Jogos Santa Casa representa um ponto de viragem para o ténis português, que estabeleceu no complexo uma base técnica de apoio para atletas masculinos e femininos.

“Há algum tempo que andávamos a namorar a FPT e encontrámos no CAR o motivo ideal para a parceria. O nosso apoio está muito focado nos novos talentos. Esperamos que sirva para termos mais gente a praticar ténis”, explicou o diretor de patrocínios dos Jogos Santa Casa, indicando que é apanágio dos Jogos Santa Casa ‘patrocinar’ federações, sendo, neste momento, sete as apoiadas.

Nuno Pires escusou-se a revelar os valores implicados no protocolo, dizendo apenas que o montante é “simpático” e que a parceria, que será renovada anualmente, irá permitir a melhoria das condições do CAR.

O CAR Jogos Santa Casa, que possibilita o acompanhamento técnico em mais de 40 torneios aos tenistas nacionais, tem supervisão de Rui Machado, coordenador técnico nacional, e, no setor masculino, tem sete atletas residentes, entre os quais Pedro Sousa (172.º do ‘ranking’ mundial), que chegou à segunda ronda do Estoril Open, e João Monteiro (463.º), que recebeu um convite para a fase de qualificação do torneio português.

“Os primeiros frutos do trabalho do CAR foram visíveis neste Estoril Open”, defendeu Vasco Costa, que considerou simbólico o facto de o protocolo ter sido assinado no Clube de Ténis do Estoril, onde até domingo decorre o único torneio ATP disputado em solo nacional.

O presidente da FPT revelou ainda que o acordo com o Governo para a exploração do CAR de ténis está para breve, faltando apenas ultimar alguns detalhes, uma vez que todo “o património do Complexo Desportivo do Jamor pertence ao Tesouro”.

Conteúdo publicado por Sportinforma