Ténis / Roland Garos

02-06-2017 21:59

Novak Djokovic sofre; Nadal cilindra

A jornada do torneio de ténis francês de Roland Garros ficou hoje marcada pelas inesperadas dificuldades do sérvio Novak Djokovic em bater Diego Schwartzman.
Djokovic

Djokovic

Por SAPO Desporto c/Lusa sapodesporto@sapo.pt

A jornada do torneio de ténis francês de Roland Garros ficou hoje marcada pelas inesperadas dificuldades do sérvio Novak Djokovic em bater Diego Schwartzman, precisando de cinco 'sets' para vencer o argentino.

O segundo jogador do 'ranking' mundial, e detentor do título, chegou aos oitavos de final depois de se impor por 5-7, 6-3, 3-6, 6-1 e 6-1 frente ao 41.º do ATP.

Sob o olhar do novo mentor, o antigo tenista norte-americano Andre Agassi, Djokovic cometeu muitos erros e deu sinais de algum descontrolo emocional, quando, no quarto 'set', o árbitro o advertiu duas vezes seguidas, a primeira por demorar no serviço e a segunda por ter dito algo em sérvio.

Djokovic vai agora defrontar o espanhol Alberto Ramos-Vinolas, 20.º do 'ranking', que também teve de passar por uma 'maratona' para afastar o francês Lucas Pouille, 17.º do mundo, vencendo em em cinco parciais por 6-2, 3-6, 5-7, 6-2 e 6-1, em 3:44 horas.

Azarado esteve o belga David Goffin, que abandonou frente ao argentino Horacio Zeballos devido a uma lesão no tornozelo direito ainda no primeiro 'set' (5-4). O 12.º jogador do mundo, de 26 anos, tropeçou na lona quando queria disputar uma bola aparentemente perdida e lesionou-se.

“Não há nenhuma fratura ou rutura do ligamento, nada sério que o possa afastar dos 'courts' por longo tempo”, sossegou o seu treinador, Thierry van Cleenput.

Zeballos, 65.º ATP, vai disputar pela primeira vez, aos 32 anos, um jogo da terceira ronda de um 'Grand Slam'.

O espanhol Rafael Nadal, quarto do 'ranking', esteve imparável frente ao georgiano Nikoloz Basilashvili, vencendo por esclarecedores 6-0, 6-1 e 6-0.

Por seu turno, o canadiano Milos Raonic, quinto do mundo, vencia o espanhol Guilhermo García-López por 6-1 e 1-0 quando o adversário também abandonou por lesão.

Na competição feminina, não houve surpresas, com a espanhola Garbiñe Muguruza, quarta mundial e detentora do título, a bater a cazaque Yulia Putintseva (27.ª) por 7-5 e 6-2, enquanto a francesa Kristina Mladenovic, 13.ª, se superiorizou à norte-americana Shelby Rogers por 7-5, 4-6 e 8-6.

Conteúdo publicado por Sportinforma