Lisboa Belém Open

17-06-2017 20:34

Ténis: Par Gil/Gonçalo satisfeito, apesar da derrota na final

O antigo número 1 português lembrou a boa qualidade apresentada pela dupla ao longo de toda a semana, reconhecendo que hoje podia ter dado mais em campo.
Estoril Open 2015: 1st day
Foto: Lusa

O antigo número 1 português lembrou a boa qualidade apresentada pela dupla ao longo de toda a semana, reconhecendo que hoje podia ter dado mais em campo.

Por SAPO Desporto c/Lusa sapodesporto@sapo.pt

Os portugueses Frederico Gil e Gonçalo Oliveira mostraram-se hoje satisfeitos pela qualidade de ténis apresentado no Lisboa Belém Open, apesar da final perdida frente ao sul-africano Ruan Roelofse e ao indonésio Christopher Rungkat.

“Para mim, a chave esteve no 'tie-break'. Senti que se ganhássemos o 'tie-break', teríamos muito mais oportunidades de vencer a final”, começou por lamentar Frederico Gil, após o desaire por 7-6 (9-7) e 6-1.

O antigo número 1 português lembrou a boa qualidade apresentada pela dupla ao longo de toda a semana, reconhecendo que hoje podia ter dado mais em campo.

“Estou satisfeito com o resultado no ‘challenger'. Acho que jogámos bem a semana toda. Hoje, também estava um bocadinho mais cansado, com o acumular dos jogos da semana. Não consegui no segundo 'set' ajudar tanto o Gonçalo como consegui durante toda a semana”, revelou.

Contudo, Gonçalo Oliveira enalteceu a valia dos adversários, mostrando-se igualmente feliz pela final alcançada.

“Acho que eles jogaram bem. Estou contente pela final. Se chegámos à final, é uma boa semana, é sempre bom. É um torneio ‘challenger’, é em casa.

Estou satisfeito, mas com um sabor agridoce por ter perdido aquele ‘tie-break' da forma como perdemos", declarou.

Ainda assim, o par nacional afirmou que a tem que continuar a "melhorar para manter as boas exibições" ao nível desta categoria de torneios ATP.

Conteúdo publicado por Sportinforma