Estoril Open

01-05-2017 16:51

Del Potro "muito feliz" pelo regresso a Portugal

Campeão em 2011 e 2012 do único torneio português no circuito ATP, o argentino quer voltar a vencer no Estoril.
Juan Martín Del Potro
Foto: AFP

Juan Martín Del Potro

Por SAPO Desporto c/ Lusa sapodesporto@sapo.pt

O argentino Juan Martin Del Potro lembrou hoje as boas recordações que tem de Portugal e disse esperar agora conseguir várias vitórias na terra batida do Millennium Estoril Open em ténis.

Campeão em 2011 e 2012 do único torneio português no circuito ATP – então com outra organização e no Jamor –, Del Potro regressa a Portugal para jogar agora no ‘pó de tijolo’ do Clube de Ténis do Estoril.

“Estou muito feliz por voltar, é um torneio de que tenho boas recordações. Agora é um pouco diferente, mas ainda é bonito. Para mim é um grande desafio, é o primeiro torneio em terra. Espero estar em boas condições para ganhar vários encontros”, assumiu, em conferência de imprensa.

O argentino, medalha de prata nos Jogos Olímpicos Rio2016, diz que a mudança para o Estoril pode “ser para melhor” e que as condições “para os jogadores são muito cómodas, está tudo muito perto”.

Antigo número quatro mundial, Del Potro, atualmente no 33.º lugar da hierarquia, assumiu que “a temporada de terra é a mais difícil” e recordou os problemas físicos que o afastaram da competição por muito tempo.

“Sempre que vim ao Estoril consegui depois jogar bem no resto da temporada de terra. Para mim, cada encontro é difícil, passei anos muito complicados e ter oportunidade de voltar a jogar ténis é importante. Desfruto muito de jogar e espero poder ganhar vários encontros”, disse.

No último ano, ‘Delpo’ jogou em Munique na semana do Estoril Open, mas este ano, por se sentir “melhor fisicamente e ‘tenisticamente’” decidiu regressar a Portugal.

“O Estoril traz-me boas recordações e sempre consegui jogar bem. Espero jogar bem amanhã [terça-feira]”, assumiu.

Na primeira ronda, Del Potro vai defrontar o japonês Yuichi Sugita, 73.º do mundo, que, na última semana, chegou aos quartos de final em Barcelona, surpreendendo pelo caminho o francês Richard Gasquet e o espanhol Pablo Carreno-Busta.

“[Gasquet] Disse-me que [Sugita] joga muito bem. Foi uma surpresa que o Richard tenha perdido com Sugita, mas ele também ganhou a Carreno. Isto significa que todos os jogadores são bons e hoje em dia todos podem ganhar a todos. Vai ser difícil, mas espero conseguir a vitória”, disse.

Conteúdo publicado por Sportinforma