Estoril Open

07-05-2017 19:15

Pablo Carreño Busta: "Muito feliz e agora é desfrutar"

Depois da final perdida no ano passado, Pablo Carreño Busta venceu pela primeira vez o Estoril Open depois de bater o luxemburguês Gilles Muller pelos parciais de 6-2 e 7-6 (7-5).
Pablo Carreno Busta

Pablo Carreno Busta

Por André Delgado sapodesporto@sapo.pt

Pablo Carreño Busta mostrou-se naturalmente satisfeito com o primeiro triunfo no Estoril Open depois da final ganha no ano passado e reconheceu que se sente "cómodo" a jogar em Portugal, deixando uma palavra ao público português.

"Muito feliz por ter ganho depois de perder a final do ano passado, fiquei muito contente e agora é desfrutar. Sinto-me muito cómodo. O meu primeiro grande torneio foi em Portugal. O público apoiou-me muito e deu-me muita forca".

Sobre o encontro com Muller, o espanhol de 25 anos reconheceu que é sempre difícil defrontar um esquerdino e que a ineficácia do luxemburguês no serviço no primeiro set lhe facilitou a vida.

"Jogar com um esquerdino é muito difícil. Ele tem uma grande serviço e não acertou muito no primeiro set", reconheceu.

Quando questionado sobre a temporada que está a realizar, o jogador de Gijón sente-se muito feliz pelo trabalho que tem desenvolvido nos últimos meses.

"Estes primeiros meses têm sido magníficos e espero continuar assim", analisou.

Sobre o que iria fazer para festejar a primeira vitória em terra batida, Busta admitiu que não há tempo para festejar, já que na próxima semana inicia-se o torneio de Madrid.

"Tenho avião hoje às 9h30 e não há muito tempo para festejar",

Carreño Busta prometeu ainda regressar no próximo ano para defender o título e apontou um compatriota como favorito para vencer em Roland Garros.

"Oxalá posso voltar para defender o título. Vou voltar de certeza. Favorito para o Roland Garros? Talvez Rafael Nadal".

Conteúdo publicado por Sportinforma