WRC

19-06-2012 07:48

“Nova” Zelândia mas com os mesmos objetivos

Armindo Araújo quer inverter serie menos positiva de resultados.
“Nova” Zelândia mas com os mesmos objetivos

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt

Após cerca de 30 horas de viagem, entre escalas e voos, Armindo Araújo e Miguel Ramalho já se encontram em Auckland a prepararem a próxima etapa do calendário 2012 do Campeonato do Mundo de Ralis.

A dupla do MINI John Cooper Works WRC procura, no Rali da Nova Zelândia, terminar com a serie de resultados menos positivos e regressar do “último continente” com mais alguns pontos na bagagem.  

Sem possibilidade de testar nas provas fora da Europa, o mesmo se passou no México e Argentina, a dupla portuguesa apenas na próxima quinta-feira, antes da “Qualifying Stage”, poderá fazer um pequeno teste para verificar as afinações ideias para a prova.

«Vamos procurar encontrar rapidamente qual a melhor solução para aquilo que vamos encontrar aqui na Nova Zelândia. Não é uma prova nova para nós mas, apesar de terem passado quatro anos desde a nossa única visita, sabemos como são as características das especiais e durante os reconhecimentos vamos tentar perceber se existem muitas alterações. É um rali espetacular e apesar da longa viagem é fantástico ter a possibilidade de regressar a Auckland», começou por dizer o piloto de Santo Tirso.

Voltar aos bons resultados é o grande objectivo traçado à partida para o Rali da Nova Zelândia.

«O MINI está mais confortável no tipo de piso que vamos ter aqui e nós vamos logicamente tentar capitalizar esse factor a nosso favor. As condições climatéricas serão determinantes, pois caso chova, a suavidade dará lugar ao escorregadio e as coisas podem mudar radicalmente. Estamos a preparar todos os cenários possíveis e muito confiantes num desfecho positivo neste rali. Queremos regressar a casa com mais pontos no campeonato», disse ainda Armindo Araújo.

O Rali da Nova Zelândia terá início com a “Qualifying Stage”, a disputar em Helensville, quando o relógio marcar em Portugal 21 horas de quarta-feira.

O primeiro dia de especiais está agendado o dia seguinte, sexta-feira. O fuso horário entre Nova Zelândia e Portugal é de mais 11 horas.