Dakar2014

17-01-2014 19:12

Peterhansel tem a vitória 'segura' por 26 segundos

O piloto francês ultrapassou o colega Nani Roma e pode assim somar o seu 12º triunfo na prova.
Peterhansel tem a vitória 'segura' por 26 segundos

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt

A vitória no rali de todo-o-terreno Dakar2014 está "segura" por 26 segundos apenas, quando falta somente uma etapa, com o francês Stephane Peterhansel à frente do espanhol Nani Roma, ambos em Mini.

A 12.ª e penúltima etapa da prova provocou a reviravolta na frente da classificação de automóveis, enquanto que em motas tudo está a postos já para consagrar o espanhol Marc Coma (KTM), com o português Hélder Rodrigues (Honda) firme no quinto lugar.

Peterhansel, o mais laureado de todos os pilotos em ralis Dakar, com 11 vitórias (juntando palmarés de motas e carros), ganhou hoje El Salvador-La Serena, uma especial de 330 quilómetros e anulou o atraso que tinha, de 5.32 minutos, a que juntou um avanço de 26 segundos, que deverá manter na etapa de sábado, mais curta e mais fácil.

Em mais um "festival" de Minis, Peterhansel ganhou 3.38 minutos ao catari Nasser Al Attiyah e 5.58 a "Nani" Roma, segundos e terceiros no dia.

A única surpresa foi mesmo a recuperação de Peterhansel, já que a equipa Mini X-Raid tinha pedido aos três pilotos de topo que abrandassem o ritmo e terminassem o rali com a classificação geral com que chegaram a El Salvador, ou seja, com a vitória de Roma, à frente de Peterhansel e Al Attiyah.

Peterhansel comanda com 48:45.45, com Roma a 26 segundos, Al Attiyah a 54.07 minutos. O quarto e primeiro "não Mini" é o sul-africano Giniel de Villiers, em Toyota, a 1:21.13 horas.

Em motas, Hélder Rodrigues, que estava no quinto posto, não aguentou a pressão do concorrente que estava imediatamente atrás, o francês Cyril Despres - a diferença era de somente 43 segundos -, mas, em contrapartida, beneficiou com os azares do até aqui vice-líder, Joan Barreda (Honda).

Ao perder a posição para Despres, mas ultrapassando largamente Barreda, Hélder Rodrigues acabou por se manter no quinto lugar, que tudo aponta será mesmo a sua posição final, em Valparaiso.

Com uma exibição magnífica, Despres ganhou a etapa, deixando Coma, o comandante da prova, a 2.17 minutos. O francês Olivier Pain foi terceiro, a 5.53, e Rodrigues quarto, a 7.21.

A nota negativa do dia vai, sem dúvida, para Barreda, que caiu de segundo para sétimo da geral, depois de ficar várias vezes parado nas pistas em direção a La Serena. Entrou num "impensável" 66.º lugar, a 2:29.35 de Despres.

A um dia do fim, Coma já pode festejar, bastando-lhe um último dia a resguardar-se. Gastou até agora 52:40.16 horas e tem o espanhol Jordi Viladoms (KTM), novo segundo, a 1:59.49.

O terceiro é Pain, a 2:10.16, o quarto Despres, a 2:14.01, e o quinto Rodrigues, a 2.20.39, agora com o seu lugar "seguro" por quase 17 minutos.

Pedro Oliveira (Speedbrain) manteve o 25.º lugar e Bianchi Prata (Husqvarna) é o 29.º posicionado, um lugar à frente de Mário Patrão (Suzuki).

Depois de perder muito tempo na terceira etapa, o que o atirou então para fora dos 50 primeiros, Mário Patrão continua a andar a bom nível, classificando-se em 18.º na tirada.

Conteúdo publicado por Sportinforma com Lusa