MotoGP

04-09-2016 18:15

Maverick Viñales estreia-se a vencer

Com 204 pontos, o sul-africano de 21 anos tem 86 de avanço para o espanhol Jorge Navarro (Honda) e 94 para Bagnaia.
Maverick Viñales estreia-se a vencer

Maverick Viñales

Por SAPO Desporto c/Lusa sapodesporto@sapo.pt

O espanhol Maverick Viñales (Suzuki) conquistou hoje o seu primeiro triunfo em MotoGP ao impor-se no Grande Prémio de Inglaterra, enquanto Valentino Rossi (Yamaha) recuperou três pontos a Marc Márquez (Honda) na liderança do Mundial.

Viñalez dominou de princípio ao fim nas 19 voltas da 12.ª etapa do mundial, no circuito de Silverstone, dando à Suzuki um triunfo que lhe fugia desde 2007, com o australiano Chris Vermeulen em Le Mans, França.

A prova ficou marcada por um acidente logo na primeira curva após a largada, entre o espanhol Pol Espargaró e o francês Loris Baz, sendo levantada a bandeira vermelha, face aos destroços por toda a pista.

Na segunda largada, Viñales saiu atrás do británico Cal Crutchlow e de Rossi, mas no fim da primeira volta já liderava, situação que manteve até ao fim, para se impor em 39.03,559 minutos, batendo Crutchlow por 3,480 segundos e Rossi por 4,063.

Na luta do Mundial, Marc Márquez foi quarto, a 5,992, à frente do compatriota Dani Pedrosa (6,381), enquanto o campeão do mundo, Jorge Lorenzo (Yamaha), foi apenas oitavo, a 19,432.

Márquez lidera o campeonato, com 210 pontos, ainda 50 de avanço para Valentino Rossi (160), enquanto Jorge Lorenzo é terceiro com 146.

Em Moto2, o suíço Thomas Luthi (Kalex) conseguiu a segunda vitória da época, em prova na qual o francês Johann Zarco foi penalizado em 30 segundos por “condução perigosa”, o que permitiu ao espanhol Alex Rins encurtar em nove pontos o atraso na luta pelo título mundial.

Zarco seguia atrás de Luthi, que liderava, a par do britânico Sam Lowes, que tentou ultrapassar completamente por dentro, acabando ambos fora da pista: regressaram os dois à pista, mas sem pontos.

Zarco tem agora apenas 10 pontos de avanço para Rins e 44 sobre Lowes.

O português Miguel Oliveira (Kalex) abandonou a cerca de 10 voltas para o fim, sendo obrigado a encostar às boxes, por alegado problema mecânico.

Esta foi a quarta vez que o vice-campeão mundial de Moto3 não terminou uma prova do Mundial de Moto2, depois dos grandes prémios das Américas, nos Estados Unidos, de Espanha e da Alemanha.

Em Moto3, o sul-africano Brad Binder (KTM) venceu pela quarta vez e assim ampliou o seu comando no Mundial, numa etapa em que bateu o italiano Francesco Bagnaia (Mahindra), que partiu na ‘pole position’, e o holandês Bo Bendsneyder (KTM), que aos 17 anos atingiu o seu primeiro pódio.

Conteúdo publicado por Sportinforma