Motores

19-04-2017 00:11

Candidatura de Ni Amorim critica adiamento das eleições na federação de automobilismo

Eleições para a Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting vão realizar-se a 11 de maio.
Karting geral
Foto: NYEIN CHAN NAING / EPA

Eleições para a Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting vão realizar-se a 11 de maio.

Por SAPO Desporto c/Lusa sapodesporto@sapo.pt

A candidatura de Ni Amorim às eleições da Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting (FPAK) criticou hoje, em comunicado, a decisão de adiamento do ato eleitoral de 11 de maio para 19 de junho.

Segundo a nota, aquela candidatura "lamenta" que Manuel Mello Breyner, atual presidente do organismo e candidato ao ato eleitoral, "numa corrida desenfreada contra o tempo e para recuperar credibilidade, tenha deixado, deliberadamente, ultrapassar os prazos legais para cumprir o Decreto-Lei 93/2014 de 23 de junho, art.º 50, e a consequente realização de eleições a 11 de maio".

Ainda de acordo com o comunicado, "só a falta de organização e de planeamento podem explicar esta 'cambalhota olímpica' de Manuel Mello Breyner, que resulta no adiamento do ato eleitoral".

Na nota, a candidatura de Ni Amorim vem ainda "reprovar a conduta e o mau exemplo, como presidente de uma federação desportiva com o estatuto de Utilidade Pública, de Manuel Mello Breyner, que, nas duas últimas Assembleias-Gerais da FPAK (novembro de 2016 e abril de 2017), anunciou aos associados o dia 11 de maio como data das eleições, para depois, como agora sucede, não cumprir a sua palavra".

"Por último, de modo a repor a verdade dos factos, e ao contrário do que Manuel Mello Breyner deixa entender na missiva enviada a 17 de abril aos associados da FPAK, na reunião de 13 de abril promovida pela Mesa da AG da FPAK, o representante da nossa candidatura viu, pura e simplesmente, ser-lhe comunicada a data das eleições: 19 de junho. Ou seja, estava já, sem qualquer acordo ou negociação prévia, tudo decidido", conclui a nota.

Conteúdo publicado por Sportinforma