Rali De Portugal

11-05-2017 00:06

ACP acredita que podem ser batidos recorde nesta edição

Presidente do ACP salientou que a assistência vai melhorar este ano.
Latvala vence Rali de Portuga
Foto: Francisco Leong

Rali de Portugal

Por SAPO Desporto c/Lusa sapodesporto@sapo.pt

O presidente do Automóvel clube de Portugal (ACP), Carlos Barbosa, disse hoje que a próxima edição do Rali de Portugal pode "bater todos os recordes de assistência", mas salientou que a segurança dos espetadores é fundamental.

"Penso que o rali tem sido diferente todos os anos e todos os anos melhoramos mais o rali. Tentamos que haja segurança e competitividade. No ano passado tivemos um milhão e 200 mil pessoas a assistir com segurança e é isso que pedimos este ano e nos próximos", começou por dizer Carlos Barbosa à margem da apresentação do livro comemorativo dos 50 anos do Rali de Portugal.

Para o responsável é difícil estimar o número de pessoas que poderão assistir à sexta prova do campeonato do mundo, acreditando, ainda assim, que os "espanhóis poderão ajudar a bater todos os recordes" nesta 51.ª edição, que se realiza entre 18 e 21 de maio.

"O público é sempre uma expectativa que não podemos prever. Vêm muito espanhóis, muita gente da Galiza [Espanha]. Nunca um campeonato do mundo foi tão disputado e penso que este ano somos capazes de bater todos os recordes em termos de assistências de espetadores", lembrou.

Ainda sobre o rali, Carlos Barbosa sublinhou que "os carros são extremamente iguais, tem uma fiabilidade muito grande, estão cada vez mais potentes e mais seguros".

Relativamente ao lançamento da obra, o presidente explicou que é um "tributo aos milhares que trabalharam" para a prova lusa.

"Este livro, no fundo, é um tributo a todos os milhares de pessoas que trabalharam para este rali e que fizeram que fosse o melhor rali do mundo. Era preciso escrever e fazer a história desde o seu início aos dias de hoje, em que tanta coisa mudou e em que tanta coisa progrediu", concluiu.

Conteúdo publicado por Sportinforma