Rali Portugal

18-05-2017 21:30

Miguel Campos foi o melhor luso no primeiro dia do rali de Portugal

Piloto português foi o mais rápido a bordo de um Skoda.
Rali de Portugal: Miguel Campos melhor português em Lousada
Foto: DR

Miguel Campos foi o melhor luso

Por SAPO Desporto c/Lusa sapodesporto@sapo.pt

Miguel Campos (Skoda Fabia R5) foi hoje o melhor português na superespecial de Lousada, que abriu o Rali de Portugal 2017, meio segundo à frente de Pedro Meireles e Miguel Barbosa, líderes da classificação do Nacional de ralis.

O piloto de Famalicão, fora das contas para o Campeonato Nacional de Ralis, venceu a `manga´ com José Pedro Fontes (Citroen DS3 R5), e fechou na frente entre os portugueses com um tempo de 2.45,8 minutos, 3,4 segundos mais rápido do que o bicampeão nacional, e meio segundo na frente de Miguel Barbosa (Skoda Fabia R5), quarto classificado do nacional, e de Pedro Meireles (Skoda Fabia R5), quinto no campeonato, que cumpriram os 3,3 km da superespecial de Lousada com o tempo de 2.46,3 minutos.

Miguel Campos, no final, lembrou que partiu para este Rali de Portugal "com o objetivo de ser o melhor português, e terminar numa boa classificação no WRC2". Apesar de estar na frente, lembrou que "amanhã vai ser um dia longo", e quanto à luta pelo título de melhor português, apontou José Pedro Fontes, Miguel Barbosa e Pedro Meireles como os principais adversários para alcançar esse objetivo.

José Pedro Fontes, líder do campeonato nacional de ralis, desvalorizou o tempo perdido para a concorrência e reafirmou querer "terminar na frente para o campeonato, e depois, no domingo, pensar em ser o melhor português".

Os milhares nas bancadas do Circuito da Costilha não deixaram indiferente Miguel Barbosa, que considerou o Rali de Portugal como "o melhor evento desportivo nacional". Em estreia em competição na prova, depois de ter sido `carro zero´ no ano passado, o ex-campeão nacional de todo o terreno, agora totalmente focado nos ralis, lembrou que "o objetivo passa por somar o maior número de pontos possível para o campeonato".

Quanto a Pedro Meireles, estava radiante no final da classificativa: "Foi muito divertido e um prazer imenso fazer esta especial". Quanto às ambições para o que resta do Rali de Portugal, o piloto de Guimarães lembrou que "é um rali muito longo e duro e é necessário ter `juízo´ nos próximos dias."

O Rali de Portugal, pontuável para o Campeonato Nacional de Ralis, contabiliza apenas as primeiras 12 classificativas da prova, terminando no sábado no final da primeira passagem pelo troço de Amarante, após um total de 229,08 quilómetros de troços cronometrados.

Conteúdo publicado por Sportinforma