Rio 2016

19-08-2016 21:08

Itália afasta EUA na 'negra' e marca presença na final

A Itália venceu hoje na ‘negra’ os Estados Unidos, por 3-2, e apurou-se para a final do torneio olímpico de voleibol dos Jogos Rio2016, em que irá defrontar o vencedor da meia-final que opõe o anfitrião Brasil à Rússia.
Brasil vence Argentina e disputa 'meias' do voleibol com campeão Rússia
Foto: Eric FEFERBERG / AFP

O Brasil venceu hoje a Argentina, por 3-1, no duelo sul-americano dos quartos de final do torneio de voleibol do Rio2016 e vai disputar as meias-finais com a Rússia, campeã olímpica, numa reedição da final de Londres2012.

Por SAPO Desporto c/Lusa sapodesporto@sapo.pt

Medalha de bronze em Londres2012 e no Europeu2015, para além de presença habitual na discussão das principais provas, a Itália impôs-se aos Estados Unidos num jogo atípico e com oscilações, pelos parciais de 30-28, 26-28, 09-25, 25-22 e 15-09.

A seleção transalpina, que na fase de grupos já tinha derrotado os Estados Unidos, por 3-1, entrou a vencer no primeiro parcial, por 30-28, que ‘fechou’ com dois serviços diretos de Emanuel Birarelli, depois de anular uma vantagem do adversário que chegou aos cinco pontos.

No segundo parcial, entrou melhor a Itália, a liderar até praticamente ao seu termo, mas a seleção norte-americana deu a provar aos europeus o seu próprio ‘veneno’, dado que anulou a diferença já perto do final, que chegou a ser de três pontos, e venceu por 26-24.

Após um terceiro ‘set’ atípico, dada a ‘ausência’ da seleção italiana, ineficaz nas várias ações de jogo, em que os Estados Unidos venceram por 25-09, a final esteve à vista para os norte-americanos, que controlaram o quarto parcial até perto do fim.

Os Estados Unidos dispuseram de uma vantagem de três pontos para ‘fechar’ o jogo, aos 22-19, mas um parcial de seis pontos consecutivos por parte dos italianos, os últimos três através de serviços diretos de Ivan Zaytsev, permitiram o empate a 2-2, com uns incríveis 25-22 no ‘set’.

Na ‘negra’, imperou a maior eficácia da seleção italiana, perante uns Estados Unidos desalentados pela parte final do quarto parcial, que, com alguma facilidade, venceu por 15-09, conquistando a primeira vaga de acesso à final.

Conteúdo publicado por Sportinforma