Voleibol

16-09-2016 14:34

Eleição de Álvaro Lopes será “pacífica, dado o consenso generalizado existente

Presidente da Assembleia Geral da federação de voleibol diz que eleição de Álvaro Lopes será "pacífica".
Voleibol Portugal
Foto: ESTELA SILVA / LUSA

Presidente da AG da federação de voleibol diz que eleição de Álvaro Lopes será "pacífica"

Por SAPO Desporto c/ Lusa sapodesporto@sapo.pt

O presidente da Assembleia Geral da Federação Portuguesa de Voleibol, Rolando de Sousa, disse hoje à agência Lusa que a assembleia eleitoral de sábado, na qual Álvaro Lopes concorre sozinho, será “pacífica, dado o consenso generalizado existente”.

Álvaro Lopes vai suceder no sábado a Vicente Araújo na presidência da FPV, cargo que ocupa há 20 anos, numa assembleia eleitoral a que concorre numa lista única para o período de 2016/2020.

A assembleia geral ordinária da FPV, que tem como único ponto a eleição dos seus quatro órgãos sociais para o período de 2016/2020, decorre na sede do organismo, no Porto, e tem o seu início às 10:30 horas.

O presidente cessante Vicente Araújo, que atingiu o limite de mandatos consecutivos e que, por isso mesmo, não se pôde recandidatar, integra a lista liderada por Álvaro Lopes, que desempenha atualmente funções de diretor, como vice-presidente.

Vicente Araújo assumiu a presidência da FPV em 1996, sucedendo precisamente a Rolando de Sousa (1985-1996), e foi um dos principais responsáveis pelo crescimento interno e externo da modalidade, que teve como ponto alto o oitavo lugar de Portugal no Campeonato do Mundo da Argentina, em 2002.

Foi também com Vicente Araújo que o voleibol luso passou a ter visibilidade internacional, nomeadamente com as presenças da seleção portuguesa na Liga Mundial e na Liga Europeia, que conquistou em 2010, para além da organização de torneios de qualificação para Europeus, Mundiais e Jogos Olímpicos.

Em 2012, Vicente Araújo foi nomeado para o Grupo Executivo da Federação Internacional de Voleibol (FIVB), no 33.º Congresso Mundial do Voleibol, realizado em Anaheim, nos Estados Unidos, que elegeu ainda para a presidência o brasileiro Ary Graça.

Com esta nomeação, Vicente Araújo, para além de integrar o Conselho de Administração da FIVB, passou a fazer parte do restrito Grupo Executivo, juntamente com Ary Graça, o dominicano Cristobal Marte Hoffiz, o luxemburgês André Meyer e o egípcio Amr Elwani.

Já em 2013, e para além de membro do Grupo Executivo da FIVB, Vicente Araújo desempenha ainda funções como membro do Conselho de Administração e Presidente da Comissão de Voleibol de Praia da FIVB.

Presentemente, Vicente Araújo desempenha funções diretivas no âmbito do voleibol de praia e do plano estratégico de desenvolvimento da FIVB.

Conteúdo publicado por Sportinforma