Os árbitros - principais, assistentes, assistentes adicionais e ‘quartos’ – que vão dirigir o Euro2012 de futebol estão na fase final da formação em Varsóvia, onde foram encorajados a dar um «contributo memorável» ao evento.

«O Euro2012 vai ser um desafio complicado. Não só vai ser recordado pela qualidade do futebol praticado, mas também pela qualidade da arbitragem. Precisamos de um nível de empenho muito elevado da vossa parte, desde este momento até ao fim da competição», vincou Pierluigi Collina.

O italiano responsável pela arbitragem da UEFA orienta o “workshop” em que os árbitros recebem instruções chave e são submetidos a trabalho físico, de modo a ultimarem os seus preparativos para a competição.

«A UEFA escolheu as 12 melhores equipas de arbitragem. Estão aqui porque realizaram as melhores exibições – por isso merecem estar aqui. Agora precisamos que cada um dê o melhor de si», reforçou.

Cada um dos 31 jogos na Polónia e Ucrânia vai ser dirigido por uma equipa completa de sete elementos, com árbitro, dois árbitros assistentes e quarto-árbitro, bem como dois árbitros assistentes adicionais e um árbitro assistente suplente.

Os árbitros assistentes adicionais, que se posicionam junto à linha de golo e vão estar particularmente concentrados nos lances que decorrem na área, serão utilizados como parte de uma experiência contínua, autorizada pelo International Board (IFAB).

Collina encorajou os árbitros a portarem-se como verdadeiras equipas: «Joguem como uma equipa, porque só podem ganhar se a equipa ganhar. Trabalhem como equipa se quiserem tornar a vossa equipa bem-sucedida».

O dirigente italiano pediu aos juízes para serem fiáveis, consistentes e precisos no seu processo de decisão.

«Tomem conta de vocês. E tomem decisões que sejam compreendidas e aceites», frisou, lembrando as novas exigências do futebol atual, no qual são precisos «(‘juizes’) atletas e não apenas árbitros».

O desafio à elite da arbitragem europeia é grande: «Saibam sempre o que pode acontecer a seguir, prevejam em vez de seguirem, concentrem-se, conheçam as táticas das equipas, cuidem da vossa imagem e estejam prontos mentalmente para esta competição».

«São a nossa equipa e queremos orgulhar-nos de vocês e do vosso sucesso. São a equipa da UEFA e estamos prontos para vos apoiar. Se trabalharem bastante e confiarem em vós próprios, então tudo é possível», concluiu Collina.

Durante o curso, os árbitros do Euro2012 vão receber instruções do Comité de Arbitragem da UEFA em temas como ‘agarrões’ na grande área, foras de jogo, mão na bola, simulações, gestão de cobrança de livres, passos a seguir em caso de lesões e discussões/pressões.

Portugal vai estar representado por Pedro Proença, como árbitro principal, Bertino Miranda, Ricardo Santos, Tiago Trigo (como auxiliar suplente) e Duarte Gomes e Jorge Sousa como “juízes de baliza”.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.