A eleição dos novos órgãos sociais do Progresso Associação Sambizanga, para o quadriénio 2020/24, acontece entre 15 a 30 de julho próximo, em Luanda, num período de crise financeira nunca antes vivida pelo clube.

O anúncio foi feito este sábado, à Angop, pelo seu vice-presidente, Manuel dos Santos, após reunião de direção, que analisou o estado da agremiação e preparação da Assembleia-geral eleitoral.

A data exacta para o pleito, que poderá contar com várias listas concorrentes, será definida pelo presidente da mesa da Assembleia-geral, Mário Palhares.

Nos próximos dias, segundo ainda o dirigente sambila, serão criadas condições para a indicação da comissão eleitoral e recepção das possíveis listas de candidaturas aos novos corpos gerentes do ciclo olímpico.

Na reunião foi confirmada a não recandidatura do presidente de direcção, Paixão Júnior, após de 12 anos à frente da colectividade.

O Progresso contraiu uma dívida de mais de AKz 60 milhões em pagamento de salários com funcionários administrativos e desportivos.

Fundado a 17 de Novembro de 1975, o Progresso é resultado da fusão do Juventude Unida do Bairro Alfredo (JUBA), Juventista e o Vaza.

Apesar de nunca ter ganho o Campeonato Nacional da I divisão "Girabola", em 1996 conquistou a Taça de Angola, vencendo na final o 1º de Maio de Benguela, por 1-0.

Além do futebol, modalidade de bandeira, o "grémio" movimenta o atletismo, vela, voleibol, futebol feminino, xadrez, basquetebol e andebol.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.