O Petro de Luanda, atual detentor do troféu, defronta o Recreativo do Libolo, quarta-feira (às 15h30, hora de Angola), na Vila de Calulo, província do Cuanza Sul, no jogo de destaque dos oitavos-de-final da Taça de Angola em futebol.

Para atingirem esta fase, os libolenses beneficiaram da desistência do Sporting de Cabinda nos dezasseis-avos-de-final, enquanto os petrolíferos, na condição de detentores da taça, ficaram isentos da primeira fase.

No entanto, os oitavos arrancam terça-feira com o dérbi entre o Atlético Sport Aviação (ASA) e o Progresso do Sambizanga, a partir das 15 horas, no Estádio dos Coqueiros, em Luanda.

Outro desafio de cartaz vai opor, quarta-feira, o Recreativo da Caála ao Interclube, na província do Huambo, enquanto o 1.º de Agosto mede forças, em Menongue, com o Cuando Cubango FC.

Ainda quarta-feira jogam Santa Rita de Cássia - Domant FC, Wiliete Sport Clube de Benguela - Kabuscorp do Palanca, Desportivo da Huíla - Sagrada Esperança e Académica do Lobito - FC Bravos do Maquis.

Os quartos-de-final estão aprazados para o próximo dia 15, as meias-finais a 19 e a final disputa-se a 25 de Maio, ao contrário das edições anteriores, em que acontecia a 11 de Novembro, Dia da Independência Nacional.

A Taça de Angola não foi disputada em 2018 devido a alteração da Confederação Africana de Futebol (CAF) no calendário dos seus filiados por decisão da Federação Internacional de Futebol (FIFA), que exigiu a conclusão das provas dentro dos prazos que se aplicam nos principais campeonatos da Europa e não só (de Agosto de um ano a Maio de outro).

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.