O candidato à presidência da Federação Angolana de Futebol (FAF), José Luís Prata, prometeu quarta-feira, em Saurimo (Lunda Sul), aos associados e amantes da modalidade transformar o órgão máximo do futebol nacional num órgão forte e comprometido com o país.

Falando à imprensa, no final do encontro de meia hora com dirigentes de clubes de futebol, o candidato à presidente da FAF sublinhou que a massa votante do país é bem formada e sabe o que quer.

O candidato fez saber que o seu programa eleitoral tem como lema "Da formação à competição", argumentando que o objetivo é criar um novo projecto e dar um novo rumo para o futebol nacional.

Luís Prata afirmou que se vencer as eleições deverá atuar com rigor e transparência na gestão da FAF, os clubes e as APF poderão ser encarados como parceiros e terão sempre na FAF um comando "sério, honesto, disciplinado e com total disponibilidade".

"Teremos uma FAF transparente com maior rigor na gestão, onde a formação será a base do desenvolvimento do futebol nacional", projetou.

Entre os integrantes da lista, destaque para o empresário Santos Bikuku e os ex-internacionais Quim Sebas e Akwá.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.