A final do campeonato estadual de futebol do Maranhão vai ser o primeiro jogo com adeptos pagantes num estádio brasileiro desde março de 2020, devido à pandemia de covid-19.

No encontro agendado para domingo, 6.000 adeptos vão poder ocupar 15% da capacidade do Estádio Governador João Castelo, em São Luís, onde se vai disputar a primeira mão do desafio entre o Sampaio Correa e o Moto Club. Contudo, quem adquirir bilhete tem de estar vacinado ou apresentar o teste negativo a covid-19 48 horas antes do início do jogo.

“O governo do Maranhão permite a participação de adeptos no evento teste, desde que as pessoas tenham sido vacinadas ou apresentem um teste negativo realizado 48 horas antes da partida”, explicou na rede social Twitter Rogério Cafeteira, secretário do desporto do Estado do Maranhão.

Os espetadores devem usar máscara, sob pena de serem expulsos do estádio, e manter distanciamento social, sendo que grupos organizados de adeptos não terão acesso ao recinto.

De resto, os compradores de ingressos serão registados numa base de dados para que possam ser rastreados após a partida, segundo revelou a imprensa brasileira.

O número de infeções por covid-19 diminuiu significativamente nas últimas semanas no Brasil, onde 430.000 pessoas morreram infetadas pelo novo coronavírus. No Estado do Maranhão, que tem 6,8 milhões habitantes, registam-se 7.644 mortes.

Na final da Taça Libertadores 2020, entre o vencedor Palmeiras, do treinador português Abel Ferreira, e Santos, disputada em dia 30 de janeiro no Estádio Maracanã, no Rio de Janeiro, estiveram presentes 5.000 pessoas, mas eram jornalistas, membros de logística e segurança, e outras pessoas convidadas pelas equipas.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.

Ajude-nos a melhorar o SAPO Desporto