Dani Alves não vai, esta temporada (a referente a 2020, que só agora termina no Brasil, em virtude da COVID-19), conquistar qualquer troféu, com o seu São Paulo, onde chegou em 2019, arredado da conquista de todas as competições nas quais participou esta época. Será a primeira vez desde 2005/06 que tal vai acontecer.

Desde essa temporada, em que festejou a conquista da Taça UEFA com o Sevilha, que em todas as épocas o veterando lateral direito brasileiro conquistava pelo menos um troféu, numa carreira na qual, ao todo, já soma nada mais, nada menos do que 40.

Alves conta com um palmarés invejável. Pelo Sevilha, para além da Taça UEFA com que deu início à sequência de 14 épocas seguidas a erguer troféus, ganhou ainda outra Taça UEFA, uma Taça de Espanha e uma Supertaça Espanhola. Rumou, depois, ao Barcelona, onde fez parte da histórica equipa que conquistou 'sextete' às ordens de Guardiola. Ao todo, pelo Barça, conquistou três Ligas dos Campeões, seis Ligas espanholas, quatro Taças de Espanha, três mundiais de clubes, quatro Supertaças Europeias e três Supertaças de Espanha.

Do Barcelona rumou à Juventus e aí ganhou uma Serie A e uma Taça de Itália. Depois, no PSG, foram duas Ligas francesas, uma Taça de França, uma Taça da Liga francesa e duas Supertaças francesas.

Pelo meio, pela seleção, conquistou duas Copas Américas e duas Taças das Confederações. Agora, termina pela primeira vez 15 épocas, uma temporada sem somar qualquer troféu.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.