Mais uma final, mais um título para o Flamengo, mais uma conquista para Jorge Jesus. O treinador português somou o seu terceiro troféu ao leme do clube carioca, depois de o ter conduzido a um triunfo por 3-0 sobre o Athletico Parananese na Super Taça do Brasil.

Com as principais figuras em campo, o Flamengo entrou melhor, dominando os primeiros minutos do encontro. Nos primeiros dez minutos de jogo só deu Flamengo, com Santos a negar cedo o golo a William Arão com uma grande defesa, e Gabigol e Arrascaeta a disporem também de boas ocasiões de golo.

O primeiro golo da partida, porém, acabaria por chegar numa altura em que o Athletico até começava a reagir. Bruno Henrique marcou de cabeça, após cruzamento de Gabigol! Está inaugurado o marcador em Brasília.

Teve 'Gol do Gabigol'

Com o golo, o Flamengo voltou a crescer e, na sequência de um erro flagrante da defesa do Athletico, Gabriel Barbosa ficou isolado e não perdoou. O antigo avançado do Benfica e do Inter de Milão, que no início da época assinou a título definitivo com o 'Fla' tocou o fundo das redes e correu para festejar junto a um cartaz com a frase que se tornou célebre na temporada passada, à medida que os seus golos se iam sucedendo a um ritmo impressionante: "Hoje, tem gol do Gabigol!".

A vencer por 2-0, o Flamengo baixou um pouco o ritmo e o adversário aproveitou para crescer no jogo, criando várias ocasiões de golo. Gabriel testou a atenção de Diego Alves, guarda-redes do 'Fla', e Erick também ficou perto de reduzir, mas o resultado não sofreu mais alterações até ao intervalo.

 Segunda parte a ritmo lento, Flamengo em contra-ataque e...mais um título para Jesus no Flamengo

O treinador do Athletico Parananese procedeu a duas alterações no arranque do segundo tempo e a sua equipa tomou conta da posse de bola, num domínio consentido pelos pupilos de Jorge Jesus, que assim ficavam com espaço para explorar os seus venenosos contra-ataques.

Num desses contra-ataques, rapidíssimo, Bruno Henrique fugiu pela direita, entrou na área, cruzou rasteiro na direção de Gabriel Barbosa, Santos, guarda-redes do Athletico, ainda desviou a bola, mas Arrascaeta surgiu de rompante a rematar rasteiro, para o fundo das redes.

A perder por 3-0, o Athletico Paranaense ainda tentou reagir e ainda enviou uma bola à trave, mas já não havia nada a fazer. A Super Taça do Brasil era mesmo do Flamengo e de Jorge Jesus.

O terceiro troféu de Jesus no 'Fla'

Jorge Jesus soma, assim, o seu terceiro troféu desde que chegou ao Brasil. O técnico português assumiu o comando técnico do Flamengo em junho de 2019 e, em dezembro, tinha já celebrado as conquistas da Taça dos Libertados, com uma vitória sobre o River Plate, e do 'Brasileirão', naquele que foi o primeiro título de campeão do Brasil do 'Fla' desde 2009.

Flamengo nunca tinha ganho a Super Taça do Brasil

A Super Taça do Brasil foi uma novidade no calendário brasileiro em 2020, juntando o vencedor do 'Brasileirão', o 'Fla', e o detentor da Taça do Brasil, o Athletico Parananese, com o objetivo de dar um "ar mais europeu" ao futebol brasileiro. A prova tinha sido disputada no início da década de 1990, com o Grêmio a bater o Vasco da Game em 1990 e o Cortinthians a levar a melhor sobre o 'mengão' em 1991. Desde então, a competição viveu um hiato até a edição desta temporada, agora conquistada pelo Flamengo.

Mais troféus para conquistar nos próximos dias

E a esta conquista o 'Fla' poderá juntar mais duas nos próximos dez dias. É que a turma de Jorge Jesus vai disputar a Taça Guanabara e a Recopa [Super Taça] Sul-Americana. A sede de troféus não parece estar ainda saciada e mais conquistas se pode seguir.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.