O antigo futebolista da seleção brasileira, Coutinho, campeão do campeonato do mundo de futebol de 1962 e que Pelé considerava como o seu companheiro de ataque favorito no Santos FC, morreu na segunda-feira com 75 anos.

O clube brasileiro Santos anunciou a morte de Coutinho em comunicado. O clube informou que Coutinho morreu em casa e que o seu funeral será realizado no estádio do Santos.

A causa da morte de Coutinho não foi avançada, mas a TV Globo noticiou que o antigo futebolista teve um ataque cardíaco.

Em janeiro, Coutinho, que sofria de diabetes, já tinha sido transportado para o hospital por causa de uma pneumonia.

"Uma lenda do nosso futebol morreu", disse Cafu, um amigo próximo que jogou na seleção brasileira que venceu o campeonato do mundo de 2002.

Enquanto Pelé deslumbrava o mundo aos 17 anos no campeonato do mundo de 1958, Coutinho estreava-se no Santos com 14 anos.

O antigo jogador marcou 368 golos pelo seu clube, contra os 1.091 de Pelé.

Os dois jogaram ao mesmo tempo no Santos de 1958 a 1967 e conquistaram 19 títulos juntos.

Pelé, citado recentemente numa publicação do clube, disse que Coutinho foi uma das principais razões para o seu sucesso.

"Tenho que lhe agradecer por 50% dos golos que marquei para o Santos", sublinhou Pelé.

Coutinho jogou apenas 15 vezes pelo Brasil, devido a uma série de lesões.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.