Eidur Gudjohnsen, avançado islandês de 38 anos, ofereceu os seus serviços à Chapecoense, clube brasileiro afetado por um trágico acidente aéreo.

O antigo avançado, que representou Barcelona e Chelsea, disse que representaria o emblema brasileiro "por respeito" e que gostaria de re-encontrar Ronaldinho Gaúcho, que também se disponibilizou para representar a Chapecoense.

Gudjohnson representou os noruegueses do Molde na última temporada. No seu currículo conta com passagens por Chelsea, Barcelona, Mónaco e Tottenham.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.