João Pedro Galvão, extremo brasileiro do Cagliari, recordou nas redes sociais o tempo que passou com alguns dos craques brasileiros do momento na seleção de sub-17.

"Fomos ao Mundial de sub-17 com grandes expectativas. Na altura, a equipa tinha o Coutinho, que todos pensávamos que ia ser melhor que o Neymar, o próprio Neymar e Alisson, que era o melhor guarda-redes. Talvez por isso tenha terminado tão mal [n.d.r. o Brasil foi eliminado na fase de grupos], pensávamos que éramos invencíveis", relembra o antigo jogador do Vitória de Guimarães e do Estoril Praia.

Apesar disso, o extremo refere que a amizade com Neymar sempre foi mais forte. "Jogámos muitos anos nos escalões de formação da seleção brasileira e foi por isso que nos tornámos amigos muito próximos. Merece tudo de bom. Lembro-me que no Santos ele era capaz de marcar três golos por jogo e nos treinos marcar nove ou dez. Fazia o que queria", revela João Pedro Galvão.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.