Lucho González foi acusado pela mulher de ter tentado assassina-la no Brasil. Andreia Marques, esposa do jogador argentino, contou à CMTV que este a tentou matar após uma discussão, a 8 de dezembro, no Brasil para onde o jogador se mudou para representar o Atlético Paranaense há 15 meses.

"Fui inanimada para o hospital. Ele quase me matou. Estou cheia de medo", contou Andreia Marques, explicando que ficou "toda pisada e com os pulsos cortados".

"Pendurou-me na varanda, chamou os filhos para me virem ver cair", afirmou a portuguesa.

A polícia brasileira já está a investigar o caso.

A notícia aparece na mesma altura em que Lucho González deixa o Atlético Paranaense, depois de 15 meses no emblema brasileiro. O argentino ex-FC Porto agradeceu ao clube pela oportunidade.

"Não podia deixar de agradecer ao Atlético Paranaense pelos 15 meses que vivi aqui. Agradeço muito ao presidente, à direção e ao Paulo Autuori, que foi um dos grandes responsáveis para que eu viesse para o clube", referiu o médio de 36 anos.
Mas opinião diferente tem Andreia Marques. A mulher do jogador refere que este foi despedido quando o clube soube da situação. “Expulsaram-no porque sabiam que isto era um escândalo”.

Todas estas acusações foram desmentidas pelo antigo internacional argentino, no depoimento que prestou à polícia. Lucho confirma que teve uma discussão com a mulher, mas porque esta estaria sob influência de substâncias estupefacientes.

"Além do quadro depressivo, Andreia possui compulsão por compras, motivo pelo qual sempre realizou gastos excessivos durante a relação", começou por explicar o argentino, em declarações reveladas pelo portal ´UOL Esporte`.

"Após a chegada de Andreia, Lucho subiu até o quarto do casal, localizado no primeiro andar da residência, com o intuito de a questionar de onde havia estado, bem como para chamá-la para almoçar com a família. Nesse momento, Lucho percebeu que Andreia estava com os passaportes de toda a família no seu bolso, o que lhe causou certa estranheza. Ao questioná-la sobre isso, a situação saiu do controlo, tendo Andreia começado a gritar com Lucho, dizendo coisas desconexas e negando-se a explicar o motivo pelo qual estava com os passaportes", revela o portal, de acordo com relatório.

Lucho González explica que Andrea foi depois até ao quarto do filho Matteo, subiu no parapeito e ameaçou lançar-se da janela.

"Com este cenário, Lucho correu até o local, logo abaixo da varanda para que, caso Andreia efetivamente se lançasse, pudesse segurá-la. Após alguma discussão, Andreia foi demovida da ideia de se suicidar", contou o argentino.

A versão do ex-jogador do FC Porto é corroborada pela governanta do casal, em depoimento feito à polícia brasileira. O depoimento foi revelado por Juliano Lorenz Oscar, jornalista do Esporte Interactivo, na rede social Twitter.

No seu relato à polícia, a governanta relata que Andreia Marques, terá partido alguns objetos cortantes que usou para se cortar a si mesma num dos pulsos, gritando depois que Lucho a terá matado. De acordo com a governanta, tudo isto foi feito na frente dos dois filhos do casal.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.