A equipa carioca está em duas frentes ao mesmo tempo: Taça Rio (Campeonato Estadual) e Taça Libertadores.

Apesar do prestígio da competição sul-americana, o defesa Carlinhos nega que a Taça Rio seja colocada para segundo plano, até porque a conquista do Campeonato Carioca é também uma prioridade para o Fluminense, de acordo com o atleta.

«A prioridade é a Taça Rio. O objetivo é jogarmos os próximos jogos e conseguimos resultados positivos. Na Libertadores teremos um jogo difícil com o Grémio (4 de abril), mas terminando esse encontro voltamos a pensar na Taça Rio. Primeiro está o Estadual, e depois pensamos na Libertadores», começou por dizer, em conferência de imprensa.

Alguns clubes brasileiros fazem uso da Competição Estadual até como «laboratório» para testar jogadores menos utilizados e puderem chegar da melhor forma às competições internacionais.

Porém, a derrota nas meias-finais da Taça Guanabara feriu o orgulho do campeão brasileiro, que quer agora mostrar o seu valor na segunda volta da prova.

«A Taça Guanabara e a Taça Rio nunca foram laboratório. Eu mesmo fiquei triste de ficar de fora da final da Taça Guanabara. Queremos ganhar a Taça Rio e o campeonato carioca, e passar a fase de grupos da Taça Libertadores. Não é laboratório não», reiterou.

O Campeonato Estadual do Rio de Janeiro é composto por duas fases. Na primeira volta disputa-se a Taça Guanabara, e na segunda volta a Taça Rio. Os vencedores das duas competições, caso não seja o mesmo clube a vencer,  encontram-se para disputar uma final a duas mãos de onde sai o campeão carioca.

O próximo compromisso do Fluminense está marcado para este domingo frente ao Duque de Caxias, num jogo relativo à segunda jornada da Taça Rio.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.