O veterano internacional brasileiro Robinho e o Santos rescindiram o contrato, para permitir ao futebolista “concentrar-se exclusivamente na sua defesa” no processo judicial que decorre em Itália, anunciou o clube de São Paulo.

“[O Santos e Robinho] decidiram, de comum acordo, suspender o contrato assinado em 10 de outubro, a fim de que o jogador possa concentrar-se exclusivamente na sua defesa, no processo em curso em Itália”, informou na sexta-feira o Santos.

De recordar que Robinho foi condenado pela justiça italiana em 2017, por um ato de violência sexual em grupo, cometido em 2013, numa altura em que representava o AC Milan. O jogador continua a afirmar a sua inocência e interpôs recurso, mas ainda não foi conhecida a decisão final.

A imprensa brasileira avança que houve pressões de patrocinadores do 'Peixe' para que a contratação de Robinho fosse anulada devido a acusação de agressão sexual. Um dos patrocinadores chegou mesmo a rescindir contrato com o Santos.

Esta seria a quarta passagem do internacional brasileiro pelo Santos, clube que o lançou antes de representar formações como Real Madrid, AC Milan ou Manchester City.

Robinho tinha assinado um contrato de cinco meses e iria receber um salário simbólico de 1.500 reais (cerca de 230 euros), revelou em comunicado o Santos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.