Esta sexta-feira é a data limite para o Vasco da Gama apresentar a defesa de ao controlo anti-doping positivo de Carlos Alberto.

Após a entrega da defesa, o Tribunal de Justiça Desportiva tem dois úteis para tomar a decisão. Caso o TJD declare o atleta culpado, então será agendado o julgamento.

O jogador, que já passou pelo FC Porto, acusou hidroclorotiazida e carboxi-tamoxifeno, duas substâncias proibidas, num controlo anti-doping realizado após a partida entre Vasco da Gama e Fluminense no passado dia 2 de março.

A contra-análise feita também acusou as mesmas substâncias pelo que o jogador se encontra suspenso preventivamente desde então.

Carlos Alberto de 28 anos tem contrato válido até agosto deste ano. 

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.