O presidente do conselho diretivo do Bayern Munique, Karl-Heinz Rummenigge, afirmou hoje que Thomas Müller “é intransferível” e manifestou o desejo de que o futebolista esteja ligado ao clube mesmo depois de acabar a carreira.

“Thomas é intransferível”, disse Rummenigge à revista alemã Sport Bild, acrescentando: “Tenho a sensação de que nunca deixará o Bayern e, se ele quiser, gostaríamos de integrá-lo no clube quando ele terminar a carreira de futebolista”.

A relação menos boa com o treinador Pep Guardiola e a aproximação a Louis van Gaal, atual técnico do Manchester United e responsável pela sua estreia como profissional, adensaram os rumores sobre uma possível saída para Inglaterra.

Alguma imprensa desportiva chegou a referir que o Manchester estaria disposto a oferecer 100 milhões de euros pelo internacional alemão.

Thomas Müller, de 25 anos, tem feito toda a sua carreira no Bayern de Munique, clube com o qual tem contrato até 2019.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.