O treinador-adjunto do Derby Yoya pediu hoje aos seus futebolistas concentração para o jogo de sábado com o Mindelense, que vai definir o campeão de Cabo Verde, pois “partidas deste calibre não dão margem” para erros.

Porta-voz da equipa técnica azul-e-branca para a segunda mão de sábado, às 15h30 (hora local), no Estádio Adérito Sena, Yoya considera a final do campeonato de Cabo Verde um “momento histórico” para o futebol da ilha de São Vicente, e só pensa em sair do confronto com uma vitória.

“Não podemos falar em vantagem em relação ao jogo da primeira mão, pois o 1-1 é um resultado perigoso, por isso vamos valer-nos da concentração, não dar margem para erros, pois quem tiver os níveis de concentração mais elevados sairá vencedor”, considera o adjunto de Almara.

Por isso, pede o apoio dos derbianos, convicto de que os futebolistas que entrarem no relvado saberão corresponder.

Sobre a semana de treinos, Yoya avança que tudo decorreu na normalidade, a equipa não tem nem castigados nem lesionados, pelo que serviu para “retocar alguns aspectos” e preparar o conjunto para o jogo.

O lateral direito Yuran e o avançado Kevy foram os porta-vozes do grupo de trabalho e ambos revelam “ambição e confiança” para o jogo da 2ª mão.

Yuran, por exemplo, promete uma equipa a “dar tudo” sem pensar no tal golo marcado, semana passada, na condição de equipa visitante do Mindelense, uma “grande resposta” para mostrar que o Derby “é também uma grande equipa” e que não está na final “à toa”.

“Como futebolista, quando jogas uma competição a este nível sempre há uma dose de ansiedade, mas a partir do momento que o jogo principia vem o controlo, há a libertação no jogo e tudo volta à normalidade”, lançou Yuran, numa análise ao estado de espírito na véspera da partida.

Espera “campo cheio” mas deixa um recado: “o público deve continuar a encher o estádio sempre, não só no campeonato nacional, mas também no regional, pois temos equipas aqui recheadas de bons futebolistas, e a prova é que este ano duas equipas de São Vicente disputam a final”, lançou. “É preciso dar mais valor ao nosso trabalho ao longo do ano”, concluiu.

O avançado Kevy, por seu lado, revela que a semana de treinos “foi intensa” com entrega de todos, apesar da emoção, que “é grande”, sustentou, por se tratar do jogo de todas as decisões.

“A vontade de ganhar está na cabeça de cada um de nós, pois uma final ganha-se”, lança o jovem avançado que espera o “forte apoio” dos derbianos no sábado.

O jogo Derby – Mindelense, da segunda mão da final do campeonato de Cabo Verde, disputa-se este sábado, às 15h30 (hora local), no Estádio Adérito Sena, no Mindelo.

Será dirigido por um quarteto de arbitragem da ilha de Santiago, chefiado pelo árbitro central António Brito, que terá como assistentes José Mendes e Paulo Tavares, sendo quarto árbitro Carlos Monteiro.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.