O Estádio Nacional de Cabo Verde, a ser inaugurado em outubro, está na fase final de construção em Monte Vaca, Achada de São Filipe, pelo que já começou a receber os trabalhos para a implantação da relva sintética.

Segundo um dos técnicos desta infraestrutura, prevê-se, ainda esta semana, a implantação do relvado, para que nos princípios de setembro se iniciem os trabalhos para a colocação da pista de tartan para oito corredores.

De acordo com a projeção do Governo, o Estádio Nacional, cuja obra iniciou em janeiro de 2011, tem uma capacidade para acolher 15 mil espetadores.

Considerada a maior infraestrutura desportiva do país, o Estádio Nacional de Cabo Verde, obra executada por técnicos chineses, tem uma área de cerca de 11.530 metros quadrados e será dotado de relva sintética, autorizada pela FIFA, e de uma pista de atletismo.

Orçado em 1.480 milhões de escudos (12,6 milhões de euros), o projeto estava desenhado para suportar a construção de duas bancadas com capacidade para 10 mil espectadores (numa primeira fase) e 20 mil na sua plenitude, assim como de uma tribuna VIP para 200 pessoas, sendo igualmente idealizado para ser um estádio rentabilizado.

A infraestrutura está equipada com quatro balneários, cabine de imprensa, salão para fisioterapia, espaços apropriados para a polícia, bombeiros e médicos, bem como para outros agentes desportivos e terá um espaço externo apropriado para a prática das disciplinas de atletismo como lançamento de dardo, salto em comprimento e altura, de entre outras variedades.

O acordo para a construção do estádio foi assinado a 11 de novembro de 2009 e o projeto é financiado no âmbito de ajudas gratuitas e empréstimos sem juros concedidos pelo governo chinês, no quadro dos acordos de cooperação económica e técnica assinados com Cabo Verde.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.